???

quinta-feira, fevereiro 22, 2007

Duas... tão diferentes!


As quecas… O fazer amor… Nem sempre é igual. Parece-me que um casal, por mais tesão que tenha, acaba sempre por cair numa certa rotina. Não acho que isso seja mau! Se adquirimos uma rotina é porque gostamos dela! Ou porque nos é cómoda… Um casal que faz sexo todos os dias, como é o meu caso com o Leão (raríssimas são as vezes em que não se proporciona!) dificilmente consegue situações muito distintas das dos outros dias!
Regra geral eu e o Leão, gostamos de fazer amor forte! Fundo! Suado! Selvagem! Com muito sexo oral! Muita saliva! Muitos estímulos!
Mas… não há muito tempo tivemos uma experiência diferente. Por vezes, quando as contrariedades nos provocam raivas e angústias, a melhor maneira de nos acalentarmos, de nos apoiarmos faz-se sem palavras.
Fizemos amor devagar. Queria sentir o seu aroma. A ténue modificação do seu aroma, à medida que ia suando. Queria sentir cada milímetro da suavidade da sua pele. Cada imperfeiçãozinha amada por mim. Queria passar as mãos pelo seu cabelo, as unhas pelo seu pescoço, eriçando-lhe a pele.
Queria que ele sentisse a minha respiração a acelerar de encontro ao seu pescoço. Que sentisse o meu ritmo cardíaco a aumentar. Que sentisse os pequenos espasmos do meu corpo.
Queria que nos sentíssemos mutuamente na totalidade.
Não queria de modo nenhum, uma queca concentrada no orgasmo… Queria uma queca direccionada para o AMOR! Para uma comunicação silenciosa…
Disse-lhe tantas coisas sem proferir palavra alguma. E registei tantas palavras ditas pelo olhar e pelo corpo do meu Leão! Atingimos os dois orgasmos belíssimos! Mesmo assim… devagarinho.
No dia seguinte, aconteceu precisamente o oposto. Eu até nem estava para aí muito virada! Mas sei que acaba sempre por me saber muito bem!!! E até durmo melhor depois! E por isso, deixei-me convencer…
Ele despiu-me devagar e prestou-se a fazer-me vir nas suas mãos e boca. Dedicou-se ao meu clítoris. Lambeu-o devagar, acelerando depois o ritmo das lambidelas e chupadelas… Lambeu a entrada do meu sexo para melhor introduzir os dedinhos que chegam com imensa facilidade ao meu pontinho Genial, por tão bem conhecerem o percurso até lá. (Estão a ver as vantagens da rotina?) Massajou-me naquele pontinho enquanto me lambia o clito! E eu já me sentia enlouquecer! À sua mercê! Quando parou de me lamber por uns instantes, suponho que para descansar um pouco, os meus dedinhos desceram quase imediatamente para a zona “abandonada”… E iniciou-se um fabuloso trabalho de equipa, com o intuito de procurar o meu orgasmo! O dedo médio e o indicador dele no meu ponto g e os meus dedinhos friccionado o meu clis, já inchado e vermelho de excitação!
Foi um orgasmo avassalador! Sempre achei que as actrizes dos filmes porno se mijam para fingir orgasmos fantásticos (e continuo a achar que sim)! Mas o que é certo, é que eu me senti esguichar! E garanto-vos que não me mijei!!!
O olhar do leão era de triunfo! E o seu sexo duríssimo e pulsante, apesar de eu ainda nem o ter tocado!
O amor que fizemos depois foi como habitual: forte, fundo selvagem! Muito diferente do dia anterior!
Não consigo definir qual das duas gostei mais… Amei as duas noites! Apesar de tão diferentes… Mas os casamentos são mesmo assim: uns dias calmos outros não!

15 comentários:

Inês disse...

Eu também já me "mijei" e muito!!!! O meu princípe faz questão de me lamber todos esses líquidos e eu, depois de ele se vir, faço o mesmo.
Leoa, tens é muita sorte: eu não posso ganhar essa rotina porque não estou com ele todos os dias, mas vocês...Moram juntos!!! Viva a rotina amorosa!

Anónimo disse...

LINDO AMIGA.
Realmente duas diferentes mas sempre com um ponto em comum, o Vosso AMOR e a Vossa dedicação...
Adorei e Adoro-vos
Beijocas
Fofinha

Mr.André disse...

eu tb ja consegui isso mas sem ir ao ponto genial, foi apenas c base em lambidelas e bjos no clito! a minha (agr ex) namorada tb s sentiu cm s tivesse a mijar embora n tenha saido nenhuma jorrada cm nos filmes,nem pc mais ou menos.

o mais impresssionante nakilo tudo, foi cm o seu corpo se contorceu de prazer!cm se tivesse ligada a tomada e a apanhar um dakelas descargas electricas!

muito bom mm ter tido essa sensacao nas maos e saber o q lhe tinha proporcionado!

Anónimo disse...

Muito boa a colocação de que a rotina no casamento só faz bem quando agrada. É isto que nos torna amantes: conhecer a rotina do outro, de si e do(a) parceiro (a). Rotinas que podem ser a dois ou mais, mas sempre com o(a) parceiro(a). Viver um grande amor, é também viver uma rotina!
Alberto & Aline.

Mr.André disse...

eu tb ja consegui fazer o mm a minha ex mas somente c lambidelas e bjos no clitoris!!!!!

akredita q foi uma reaccao "violenta" dela pois mais parecia q tava a apanhar uma descarga electrica, e segundo ela sentiu-se a mijar, e adorei akilo!!!

muito bom mesmo! se kiseres procurar na net..ha uma rapariga q é a rainha do "mijanço orgasmico"...lolololl

podes ver aki: http://www.nsgalleries.com/hosted1/sq/movies/cytherea/002.mpg

ENJOY!!

Volúpia disse...

Rotina no amor tem vantagens... conhecer cada centimetro do seu corpo e saber exctamente o que fazer para tirar daí o máximo partido... Vivo há mais de um ano com o meu prínicipe encantado e ADORO!!!

Abrantino disse...

Olá!

Na minha mulher depois de bem lambida surgiu um líquido esbranquiçado e um pouco espesso, mpara isso constituio uma vitória saborosa!

Abrantino!

rthym of love disse...

Olá
a minha namorada é muito lubrficada naturalmente e ate quando lhe introduzo o pennis, o sinto em peixe na agua, sendo ela tambem bem apertada, agora quando ela atinge o ponto ate parece o esperma a "saltar", claro que tudo isto so acontece com sexo sem pressa e com muito carinho, juntamente com uma boa dose de lambidelas... ocho que este é o verdadeiro sexo com amor, nos dando muito prazer mutuamente...
beijo

Nes disse...

Obrigada pelo comment no meu blog.
Não conhecia o teu ainda, mas vou voltar cá mais vezes ;)
Beijocas

Sarracenia purpurea disse...

POis é, a chamada ejaculação feminina existe mesmo, não é lenda nenhuma que eu já a atingi, e foi só mesmo estimulando o Ponto G com muito amor e carinho :) Posso dizer até que é uma sensação espectacular, como se fosse outro tipo de orgasmo, beijinhos Leoa, adorei este texto, continua ***

Ricardo disse...

Pois, muita gente diz que nao quer cair na rotina e que tem medo que isso aconteca, mas e se a rotina for boa??? ah pois, eu e a minha princesa ja andamos a algum tempo e existe alguma rotina em algumas coisas, mesmo no sexo, que acho bom porque é algo que ambos adoramos, ou seja, esta rotina considero saudavel e BOAAAAAAAAAAAAAAAAAAA ai nao eu AMO fazer AMOR com a minha princesa :)

Beijos***

Ps: Love U Kat :D Amo a nossa rotina eheh :)

katarina disse...

"Eu até nem estava para aí muito virada! Mas sei que acaba sempre por me saber muito bem!!!"

Para mim,quando estou mesmo nem prai virada,tais como,aquelas fases de dores de cabeça etc.. é quando para mim se consideram as melhores fodas..
porque é algo inesperado e que acaba por ser muito bom!


Agora, eu concordo ctg Leoa em relação á rotina,se é algo que deixamos acontecer é porque ao fim ao cabo gostamos.

Comigo nao acontece pois ainda nao vivo com o meu namorado,ainda nao tenho essa experiencia.. mas a rotina amorosa (como disse a Ines (dsc por usar o teu termo) é algo que nao me incomoda!

Beijo da Kat*

ZUKO disse...

Filha (estou a falar com a Felina)

O teu pai bai abalar! (isto é com a pronuncia do norte pelo respeito que me mereces!)

Acabou o Citizen Zuco! Nunca mais bai haber movis ou essas coisas que o gajo fazia.

Acabou pronto!

Oloais si gude moves

Passo disse...

concordo ctg pois afinal somos animais de habitos, mas como tal tb temos os nossos instintos q podem condicionar e alterar esses tais habitus adquiridos :)

Anónimo disse...

imparato molto