???

terça-feira, janeiro 23, 2007

Actual... sempre actual!

(Recebi este email hoje ...)
Agora que temos novo referendo sobre a IVG (Interupção Voluntária da Gravidez) aí vai o poema de Natália Correia, para recordarmos:
«O acto sexual é para ter filhos» - disse na A ssembleia da República, no dia 3 de A bril de 1982, o então deputado do CDS, João Morgado, num debate sobre a legalização do aborto.
A resposta de Natália Correia, em poema - publicado depois pelo Diário de Lisboa em 5 de A bril desse ano - fez rir todas as bancadas parlamentares, sem excepção, tendo os trabalhos parlamentares sido interrompidos por isso:

Já que o coito - diz Morgado -
tem como fim cristalino,
preciso e imaculado
fazer menina ou menino;
e cada vez que o varão
sexual petisco manduca,
temos na procriação
prova de que houve truca-truca.
Sendo pai só de um rebento,
lógica é a conclusão
de que o viril instrumento
só usou - parca ração! -
uma vez. E se a função
faz o órgão - diz o ditado -
consumada essa excepção,
ficou capado o Morgado.

( Natália Correia - 3 de A bril de 1982 )

Só para que conste: sou a favor da despenalização, porque o facto de uma mulher abortar já é penalização suficiente para TODA A VIDA. NINGUÉM FAZ UM ABORTO DE ÂNIMO LEVE. Acredito nisso!
E mais não quero falar, porque é um assunto que só diz respeito a cada um.

8 comentários:

Anónimo disse...

Felina,

a tua sensibilidade é admirável :)

Beijo

Asas ao Vento

Anónimo disse...

Concordo com a despenalização sem dúvida... Mas em relação ao aborto é muito complicado, é um ser vivo que está dentro de nós, na minha segunda gravidez, passei por momentos dificies, foi uma gravidez de risco, o meu bébé poderia nascer anão, quando chegaram os resultados foi-me dito que deveria fazer a aminiosentese ( não sei se é assim que se escreve, mas dá para perceber), mas como já estava com 21 semanas e já tinha sentido o meu filhote optei pelo não e dou graças a Deus por isso, felizmente é um bebé lindo e "normal", mas acreditem que vivi o resto da gravidez angustiada, a questão é se eu sabia que não podia ter engravidado, deveria ter tomado precauções antes, acho que temos de ter consciência de que existem muitos métodos para evitar a gravidez, até a pilula do dia seguinte...
Fofinha

Leoa disse...

Nenhuma mulher faz um aborto de ânimo leve! É uma acto violento, tanto física como psicologicamente! E por isso nenhuma mulher o vai usar em alternativa a contraceptivos.
Sou de opinião que o aborto deve ser despenalizado, para que a mulher que considera fazer um aborto, seja por que razão for, o possa fazer legalmente.
Há mulheres que devido a abortos efectuados em condições sub-humanas, com agulhas de crochet, nunca poderão voltar a engravidar! E vivem com esse peso...
Que se despenalize!!!
Beijos Felina! És óptima!

Anónimo disse...

Concordo com a despenalização do aborto, se eu estivesse numa situação de gravidez não desejada não sei se abortaria, acho que apesar de todas as dificuldades optaria por tê-lo, mas concordo que se despenalize como diz a Leoa e muito bem, muitas mulheres fazem-no em condições sub humanas,sujeitas a nunca mais virem a ser mães.
BEIJOS
DRAGONA

Anónimo disse...

Mas a despenalização é muito bem vinda sem dúvida... mas ao optarmos pelo SIM, estamos a dizer que concordamos que se faça o aborto, sem que para isso haja um acompanhamento psicológico, perceber as razões, levar e fazer compreender que poderá trazer problemas futuros... eu já vivi esta situação de perto com uma amiga... e não lhe disse simplesmente não faças, tentei perceber e apoiá-la na sua decisão.
Será que com a despenalização, qualquer mulher entra num hospital e diz quero fazer um aborto? Duvido
Será que as razões do Governo não são meramente por questões económicas?
E mais não vou avançar...
Mulheres, pensem sempre antes e se não tiverem condições para receber uma criança e dar-lhe tudo o que elas merecem, procurem primeiro apoio psicologico para a vossa opção... Se for pelo NÃO... óptimo... Se for pelo SIM... com boas razões menos óptimo, mas talvez seja menos uma criança neste mundo, sem carinho, amor e a passar fome... E nós não somos ninguém para julgar nem recriminar as decições de cada um... Eu não recrimino, apenas peço que procurem ajuda...
Beijos a todas as MULHERES, que têm que passar por este pesadelo e acima de tudo MUITA FORÇA.
Fofinha

Ricardo e Katarina disse...

Ola Felina!

Ja ha muito que não postavas,ja estavamos com saudades!

Em relação ao post:

Penalização, é sim, para a Mulher que fizer um aborto e terá que viver com isso para o resto da vida. Temos que acabar com as mortes de Mulheres por fazerem abortos em casas clandestinas,como muitas delas nunca mais poderam engravidar.

Nesta situação, o que está em causa não é o direito ao aborto,nem ser a favor,mas sim o respeito pelas as mulheres que decidem interromper uma gravidez até às 10 semanas, por, em consciência, não se sentirem em condições para assumir uma maternidade. E não só..!

Ficamos por aqui.

Beijinhos da kat e do Ricardo*

Anónimo disse...

Eu vou votar SIM no dia 11 de Fevereiro!Acho uma vergonha o q se passa no meu pais...
E nao vejo sentido nenhum nos argumentos para votar nao... alias porque considero que o que eles dizem deve ser feito todos os dias e nao apenas nesta altura.Eles falam como se nao houvesse aborto em portugal e para quem ainda nao notou O ABORTO EXISTE E ACONTECE DIARIAMENTE!
E tambem me irrita a maneira como muitas pessoas estao a tratar as mulheres neste debate... como se fossem atrasadas mentais ou qualquer coisa que o valha!
Eu sou pelo direito de escolha...porque ninguem aborta de animo leve!
Alem disso uma mulher que ponha na cabeça que o vai fazer tanto da se a lei diz k sim ou que nao!
Sou contra o aborto,mas tambem sou contra que continuem a morrer mulheres por ele!Basta de mortes por causa de uma lei sem sentido algum!
E nao se esqueçam que é dicutivel se um embriao ou feto é uma vida!A sociedade cientifica ainda nao chegou a acordo sobre isso, portanto é algo arbitario e q esta na consciencia de cada um!!
Fiquem bem...e votem!!

Chita

AnAni disse...

Este assunto nem devia ser referendado. Mudava-se a legislação e já estava. Só o trabalho...

Quem pensa que as mulheres passavam a usar o aborto como contraceptivo é insensível, acha que as mulheres são irresponsáveis, masoquistas, infantis, tolinhas, etc, e não tem argumentos de jeito. E não faz a mínima ideia do que possa ser um aborto. Eu nunca fiz um, mas sei como se fazem e o que significam, ora, sei pôr-me no lugar dos outros.
Referendos deveriam ser feitos era para a definição da taxa de alcoolémia, da velocidade máxima, sobre a construção do aeroporto da OTA, etc. Isso sim. Agora sobre o aborto? Evidentemente que não devem ser presas as mulheres que os fazem.

Beijinhos, Felina.