???

quarta-feira, janeiro 24, 2007



(Continuação)

Mal saí do banho, toda perfumada, encontrei-o já deitado, à minha espera, nu e com um sorriso nos lábios. Sentei-me por cima dele, abraçando-o e sentindo-lhe o abraço prolongar-se por todo o meu corpo. As mãos dele desceram pelas minhas costas e concentraram a sua atenção no meu rabo e nas nádegas que ainda conservavam algumas gotas de água. Deslizou um dedo para a entrada da minha ratinha que o acolheu, apreciando a atenção que lhe dispensou. Ai como gemi, com as mão marotas dele a estimularem-me, até me contorcer por cima dele.
Debaixo do meu corpo, senti-o endurecer. Prolongamos, então, o beijo que demos sem pressas, envolvendo as nossa línguas e saboreando a boca do outro com um prazer indescritível. É maravilhoso viver a emoção de um beijo dado com amor, enquanto lhe sinto o tesão crescer contra o meu sexo, num abraço forte a unir os nossos corpos nus. Desejava-o ardentemente e ele sabia-o.
Vi-lhe confiança no olhar, enquanto me deitava carinhosamente para me lamber, para me dar ainda mais prazer. Ao ritmo do movimento dos lábios dele, balancei o meu corpo que reagia às investidas daquela língua divina, de Felino que sabe o que faz. Senti-o penetrar-me devagar, com um dedinho explorador que rapidamente me encontrou o ponto g, tornando o prazer que sentia ainda mais avassalador. (Ele sabe como dar-me prazer e, pacientemente, dá-mo sem limites.)
Quando pressentiu as contracções do meu orgasmo que se aproximava, introduziu mais um dedinho, o que aumentou mais aquela sensação de plenitude e satisfação, para me ver explodir finalmente, com uma gargalhada gemida, num misto de felicidade extrema e perda de sentidos. Algo que só quem viveu, pode saber o que é! Uau!!!
Fiquei praticamente sem reacção no corpo, mas queria-lhe retribuir o orgasmo sensacional com que me tinha presenteado e, saboreando-lhe a boca (partilhando comigo o meu próprio sabor), voltei-o de barriga para cima, para me dedicar àquele pénis brilhante, que me convidava a abocanhá-lo. Como nunca lhe recuso um convite destes, rapidamente a minha língua se passeou pela glande vermelha e o engoliu sequencialmente, fazendo-o saltitar na minha boca, entre lambidelas e apertões dos meus lábios, como sei que ele gosta. Ficou perto do orgasmo, eu sabia que sim, mas dando-lhe suaves lambidas nas bolas inchadas, apertando-lhe o pau com a minha mão trabalhadora, logo o fui avisando que queria ser fodida, como uma verdadeira Felina, sem dó nem piedade.
Montei-o e ele colocou as mão debaixo das minhas nádegas, para contemplar a penetração profunda, ritmada, com que nos balançamos durante largos minutos, enchendo-me, e a ele, de vontade de nos virmos novamente. Mas eu não queria já. Sentia o prazer crescer, mas queria prolongá-lo ao máximo. Sentia-me bem e sentia-o feliz, por isso apeteceu-me descontrolar-me e posicionei-me de várias maneiras, possibilitando sempre uma entrega de corpo e alma que nos estava a deixar exaustos, mas totalmente satisfeitos. Vim-me novamente, enquanto ele me penetrava de 4, estimulando-me o clítoris com uma das mãos e beijando-me as costas em simultâneo.
- Assim, Amor, sente-me! Sente como sou tua, meu Homem bom. Sente-me… Ohhh… é para ti!!!! – E explodi! Oh, se explodi…
Nessa altura estava toda molhada, o pau dele deslizava fantasticamente entre as minhas coxas e, acidentalmente (!) senti-o roçar o meu rabinho que, com tanta humidade, também manifestou vontade de o sentir.
Sem uma palavra, ele percebeu-se da minha receptividade e encostou a glande bem juntinho do meu anel que, cuidadosamente, o recebeu. A cada movimento das suas ancas, acompanhei-o e senti-o penetrar-me com carinho, invadindo-me aquele prazer único, complementado com carícias suaves no clítoris.
- É boooommmm, Amor, é tãaaaaooooo booooooooom…. Assim, devagar… Hmmmm… Siiiiiimmmm!!!!
Logo que sentiu as reacções do meu corpo, com um frenético orgasmo que estava tão perto, soltou-se também, vindo-nos ambos ao mesmo tempo, com os gemidos dele e os meus gritinhos a misturarem-se numa banda sonora incomparável. Parece que ainda sinto o nosso som, ao fechar os olhos. Só posso dizer que foi divino…
Nem me lembro de adormecer, o prazer deixou-me completamente rendida.
Só acordamos com o despertador dando um beijo grande e correndo para a casa de banho…
Mas foi tããããoooooo booooooooom!!!
Miauuuuuuuu...

14 comentários:

Anónimo disse...

Olá Felina,

Já estava com saudades tuas, não me canso de visitar o teu blog, já que adoro fazer amor assim de uma forma completamente desinibida, tu e o Felino e tb a Leoa e o Leão são um exemplo disso, continuai assim e vivei da melhor forma a felicidade junto de quem amam.

Eu e a Dragona que AMO com todo o meu ser estamos a seguir os vossos conselhos e está a ser óptimo.

Dragão

Leoa disse...

Ai! Felina... Parece que vos ouço no quarto ao lado... Hummmm Vocês são realmente afrodisíacos!
Beijos aos dois

Anónimo disse...

Olá Felina,

Bons olhos te vejam, bela noite sim senhor, obrigada por nos divulgares esse amor que partilhas com o teu Felino é um exemplo para mim...
Só espero um dia poder divulgar o Amor que sinto pelo Dragão e também acordar junto a ele..

BEIJOS
DRAGONA

Inês disse...

Finalmente Felina! Passou-se quase uma semana até escreveres novamente! Sexta feira n poderei ouvir-te na prova oral pois estarei a caminho do meu amor...! Duvido que o senhor motorista escolha a antena3..

Anónimo disse...

Uauuuuu... São mais que afrodisíacos, no meu caso considero-vos "currandeiros", fizeram-me quebrar a monotonia que estava a viver...
Beijinhos,
Fofinha

Chita disse...

Vim ontem pela primeira vez ao blog...ja tinha ouvido falar...nao pensei que fosse tao...directo!
Mas é bom que ele exista... pela minha experiencia a maior parte das femeas deste país sao muito inibidas a falar(pelo menos).E dava comigo a pensar:mas sera q sou a unica?E para isso talvez ajude a idade das minhas amigas...ainda sao mt novinhas, precisam de mais 10anos em cima(como eu)!
Obrigado por mostrarem que nao sou eu que estou errada!

Chita disse...

Vim ontem pela primeira vez ao blog...ja tinha ouvido falar...nao pensei que fosse tao...directo!
Mas é bom que ele exista... pela minha experiencia a maior parte das femeas deste país sao muito inibidas a falar(pelo menos).E dava comigo a pensar:mas sera q sou a unica?E para isso talvez ajude a idade das minhas amigas...ainda sao mt novinhas, precisam de mais 10anos em cima(como eu)!
Obrigado por mostrarem que nao sou eu que estou errada!

Chita disse...

Vi ontem pela primeira vez ao blog...ja tinha ouvido falar...nao pensei que fosse tao...directo!
Mas é bom que ele exista... pela minha experiencia a maior parte das femeas deste país sao muito inibidas a falar(pelo menos).E dava comigo a pensar:mas sera q sou a unica!E para isso talvez ajude a idade das minhas amigas...ainda sao mt novinhas, precisam de mais 10anos em cima(como eu)!
Obrigado por mostrarem que nao sou que estou errada!

Anónimo disse...

Sexo oral, sexo anal? Isso só mesmo nos meus sonhos, Felina!

A vida é mesmo, mesmo, mesmo pra ser vivida.!!!!!!!
PARABÉNS AOS DOIS!
Um abraço
Vyola

Anónimo disse...

Olá Felina,

que decrição deliciosa, até me fez a pele transpirar ao imaginar-me na companhia da minha Rainha !!! e aposto que não fui o único a transpirar ;)

Estou a ficar um pouco surpreendido com a tua apreciação cada vez maior com o sexo anal, coisa que até me surpreende um pouco tendo em consideração a tua extraordinária sensibilidade clitoriana :)

Invejo um pouco o Felino, pois nesta altura a minha Rainha ainda não está novamente aberta a esta experiência :) como tu já sabes no mail que te enviei.

Adorei ouvir ontem o programa "Elas sobre eles" na Prova Oral. Mal posso esperar para te ouvir na sexta, pois vais arrasar com o Alvin de certeza :)) quem vai passar por uma prova oral vai ser ele !!!

Beijo

Asas ao Vento

PS: Ines, podes sempre ir à página da Antena 3 para poderes ouvir o PODCAST da prova oral da Felina, quando conseguires e qualquer altura que tiveres acesso à internet

Sol disse...

Sem duvida que tudo o que é feito com Amor é sentido e vivido de uma forma diferente. A partilha de tudo o que a vida têm para nos dar com o nosso/a mais que tudo é deveras fantástico. Obrigado felina por demonstrares que se pode amar e "foder" ao mesmo tempo, se bem que grande parte das pessoas confunde o "fazer amor" com o fornicar com este e aquele. Minha gente convençam-se que só no Amor podem encontrar a verdadeira felicidade e só quem ama está disposto a experimentar e a dar tudo o que o outro necessita. Boa sorte felina para a tua entrevista com o Alvim, cuidado que o tipo é marado, mas tu estás à altura :-D.

Bons Eclipses,
Sol

P.S.:
Para quem estiver interessado em dar (mais do que receber) prazer à sua mulher, como eu, a Lua colocou no nosso blog uma sugestão de leitura ;-).

Anónimo disse...

felina!!é a primeira vez que visito o teu blog..tou a adorar a forma como descreves os momentos de paixão e prazer...a forma como o fazes deixou-me toda molhadinha, nem imaginas...tenho os bicos duros de excitação e o meu grelinho a pulsar e a pedir por mais....mhhhh...é pena o meu homem estar a trabalhar...terei que usar da imaginação e dos meus dedos para me levar ao maximo prazer...ate breve...

Anónimo disse...

Felina,
o que mais admiro nesta escrita, é a comunicação entre vocês e que se deve reflectir no resto das vossas vidas. E é isso que muitas vezes falat a muita gente. não é o desempenho (isso aprende-se, e depende de cada um), mas da entrega e da cumplicidade. é isso que acho extraordinário
JB

Anónimo disse...

Felina,
o que mais admiro nesta escrita, é a comunicação entre vocês e que se deve reflectir no resto das vossas vidas. E é isso que muitas vezes falat a muita gente. não é o desempenho (isso aprende-se, e depende de cada um), mas da entrega e da cumplicidade. é isso que acho extraordinário
JB