???

sexta-feira, agosto 24, 2007


Estou morta... de trabalho! Ando exausta mas, em Setembro, irei descansar uns dias para retemperar energias... Preciso de me insuflar de amor, de vida, de ar, de mar...

Não tenho conseguido postar, mas confesso que tenho um "bichinho carpinteiro" a moer-me a cabeça, com inúmeros posts a fervilhar. Vou tentar escrever no fim-de-semana a aventura que vivi no comboio. Imaginem-me sentada, num comboio cheio, a transbordar, com um casal sentado a meu lado, ela no colo dele e as mãos dele dentro da camisola dela a trabalhá-la :-)

Foram cerca de 40 minutos desesperantes que me deixaram toda molhadinha (e o assunto nem era comigo!) pois quase nem me conseguia mexer e tinha-os a arfar de excitação ao meu lado.
Imaginam?

UPDATE 28-09-2007

Pelo que vi nos comentários até agora, claro que imaginam…
Há já algum tempo que não andava de comboio, mas optei por esta ecológica solução devido ao cansaço dos muitos quilómetros que já percorrera nesse fim-de-semana. Considerei todas as hipóteses e decidi-me.
Entrei na carruagem praticamente vazia e sentei-me confortável, à espera de poder dormitar um pouco. Pouca gente entrou nessa estação.
Peguei na revista Sábado que trouxera de casa para ler com tempo e fiquei absorta e atenta às realidades que não as minhas. Quando me apercebi, olhando à minha volta, a carruagem enchera de repente, estando cheia de gente cheia de sacos, crianças cheias de doces, mulheres e homens todos transpirados e apinhados. O lugar vazio a meu lado rapidamente foi ocupado por um belo jovem, de cerca de 35 anos, que pediu licença, se sentou e fez um gesto com a mão, como se chamasse alguém. Ela chegou, vindo ao encontro dele e beijando-o longamente. Uma mulher não tão bela como ele, mas com um cabelo farto aos caracóis, nos quais ele afundava os dedos, enquanto insistia para que ela se sentasse no seu colo.
A insistência dele deu os seus frutos, pois ela acedeu a sentar-se-lhe no colo, no entanto surpreendeu-me porque, para quem estava a hesitar tanto, ela encaixou-se perfeitamente em cima da braguilha dele e acondicionou-se para melhor o sentir. Pelo menos foi essa a impressão com que fiquei ao vê-la a remexer as ancas, esfregando-se contra ele, ao mesmo tempo que ele acomodava as mãos debaixo da camisola dela, descaradamente, envolvendo-lhe os seios com ambas as mãos.
Como é natural, eu não os olhava directamente, mas o reflexo da imagem deles no vidro devolvia-me a imagem à qual eu tentava esquivar-me. Estava sozinha, o Felino esperava-me, é certo, mas foi uma tortura ter aquele casal sôfrego e excitado a atormentar-me de tesão, mesmo ao meu lado. O principal problema daquela situação é que, quando eu chegasse à estação aonde o meu maridão me esperaria, iria encontrá-lo exausto, depois de um dia intenso de trabalho. E a excitação que estava a sentir, fazia-me remexer na cadeira cada vez mais, sem me poder tocar, sem poder olhar, sem me poder expressar. Mas suspirei. De tal forma que o casal começou a rir baixinho, no entanto, descaradamente, pois até me fiquei a sentir mal.
Entretanto, ao levantar os olhos para os passageiros de pé no corredor, deparo-me com uns olhos verdes que me fixavam intensamente. Não fixei neles a minha atenção e tentei continuar a olhar para a bela paisagem minhota. Contudo era natural que, para me tentar abstrair do casal tesudo e atrevido ao meu lado, tivesse que dirigir o olhar para outros lugares e pessoas, o que, inevitavelmente, me levava a cruzar o olhar com os olhos verdes do loiro bronzeado, que insistia em me fixar. Penso que ele sentia o meu constrangimento, pelo olhar dele, desafiador, como se me dissesse que, secretamente, ele poderia excitar-me também só de me olhar.
Sentia-me encharcada de excitação, louca para que a viagem terminasse e chegasse a Campanhã finalmente, para me atirar para os braços do meu cansado Felino.
Quando finalmente o comboio parou na estação, o casal “descolou-se” e ele olhou-me directamente, sorrindo-me. SAFADO! Ao pegar na mala, roçou o braço dele na minha perna, sem eu me aperceber se era intencional, mas fiquei incomodada com isso. Que abuso!
O loiro de olhos verdes ainda ficou na carruagem e também me sorriu quando passei ao seu lado, mas eu voei para os braços do meu Amor que me levou para casa e, depois de trincarmos umas sandes (que o cansaço não dava para mais – nem nós quisemos) , fomo-nos deitar.
Juro que estávamos quase a dormir de tão cansados que estávamos, quando senti “algo” a crescer encostado às minhas nádegas …

21 comentários:

Anónimo disse...

entao querida para quando a historia do comboio???? e para quando mais historias como a do vestido branco no talho ou o encontro com uma muklher que tivestes???

Sines Critical disse...

Qando acabei de ler este post, fiquei com a sensação de estar tambem nesse comboio.
fiz um BLOG e tive o prazer de meter lá um LINK para este blog,espero que não fiques chateada.
http://sinescritical.blogspot.com

Momentos Inolvidáveis disse...

conheço essa foto... http://skinonskinforever.blogspot.com/...

kiss

Anónimo disse...

Imaginar!!! Até posso sentir á respiração deles além de ficar excitadissimo com essa história conte-a melhor com detalhes para nosso deleite!!!

Brasileiro

Anónimo disse...

Uiii!!!
Há quem faça da imaginação, pau de bandeira para viver o sexo com muito, mas muito mais prazer!

A minha pontinha de ciúme!

Continuem....!

Um beijo

Vyola

Anónimo disse...

sou observador atento...deste blog! e sinto que autora passa por uma crise conjugal...não está com aquele pedal de outros tempos...é so uma observação.
um beijo.

2 gajas super mega ri idiotas disse...

gosto mt do teu blog
bjs

Lis Vegas disse...

Passei para conhecer e já adianto q gostei mto do blog.

E estou curiosíssima para ler a aventura do comboio, a prévia me deixou bastante entusiasmada.

Bjos

marisa disse...

Só para te deixar um beijo enorme, um abraço muito apertadinho e agradecer o miminho que deixaste no meu blog...
Ainda não sei se consigo...
Muito obrigada felina um grande beijinho para ti!

MANDALAS POEMAS disse...

Hola, cordial saludo. Desde Barranquilla, Colombia, te envío un caluroso abrazo y mis felicitaciones por tu blog, en especial por su contenido. Te invito muy cordialmente a que visites el mio donde están consignados mis poemas. Si lo deseas, puedes recomendarlo y a la vez utilizar los poemas. Espero tu visita y tus valiosos comentarios.

www.mandalaspoemas.blogspot.com

Sinceramente,


Víctor González Solano

MANDALAS POEMAS disse...

Hola, cordial saludo. Desde Barranquilla, Colombia, te envío un caluroso abrazo y mis felicitaciones por tu blog, en especial por su contenido. Te invito muy cordialmente a que visites el mio donde están consignados mis poemas. Si lo deseas, puedes recomendarlo y a la vez utilizar los poemas. Espero tu visita y tus valiosos comentarios.

www.mandalaspoemas.blogspot.com

Sinceramente,


Víctor González Solano

Abrantino disse...

OlÁ!
Quem me dera ser mosca para observar as tuas feições o perfil dos teus lábios com água na boca, tu cruzando as pernas para apertares algo que ia ficando aos poucos teso e húmido!
Até podia ter sido eu com a minha mulher que te fez ficar com essa tusa toda!
Que achas?
Um beijo!

Abrantino

XupaNuPipi disse...

So...iám asking again..Are you alive?lol...pois, vê o lado positivo viajaste com espectaculo incluido no bilhete. Tudo bm com os gatinhos???Beijos ou abraços conforme a ocasiao.

Menina disse...

Felina, espero que essas ferias corram pelo melhor... descansa que mereces, mas não descanses de mais :P

Fofinha disse...

Posso imaginar...
Espero que os teus dias de descanso em Setembro sejam "numa ilha paradisiaca" ... hihihi
Beijocas doces.

Anónimo disse...

Saltando de blog em blog, encontrei este há alguns dias e tenho vindo a ler os artigos. Está muito divertido e entusiasmante. E o post/vídeo sobre a estimulação do ponto G deu-me umas idéias ...

Entretanto, e a propósito daquele vídeo, aproveito para recomendar este videoclip que está engraçado, e até são capazes de gostar pelo caricato de algumas situações lá representadas:
http://www.tu.tv/videos/sexo-seguro-una-xica-muy-sola

++homem.arranha

EXCITAÇÕES disse...

Pois é, se o olhar pudesse apalpar, andávamos todas com os peitos e o rabo todo negro.

Mas confesso que às vezes sabe bem um apalpão visual...

beijinhos

Angel disse...

Olá. Tenho visitado o teu blog com regularidade desde q foste convidada p o programa da ProvaOral na Antena3. Depois (só depois, porque tenho andado c a minha leitura de revistas em atraso...) li o teu testemunho na revista Sábado. Mas esta é a 1a vez q comento um texto teu... Gosto bastante da maneira cm escreves e sobre o q escreves :) Comento várias vezes com o meu namorado sobre as leituras q faço aqui... Devo confessar q, apesar de ser bastante emocional e amar muito o meu namorado, acho q ñ era capaz de ter a atitude q o casal q esteve ao teu lado no comboio teve... Principalmente em respeito a quem vai ao lado, q neste caso eras tu.. E pela atitude do gajo ao sair do comboio, acho q se ele pudesse, tinha-se 'afiambrado' a ti também... Enfim. Continua c a escrita q fazes mt bem. Felicidades p ti e p a tua família.

Jaime Ribeiro disse...

Ola.
Não sei se ainda te lembras de mim...
Tanto tempo sem comentar... o que não significa que não tenha cá vindo visitar o teu mui nobre estaminé...

Mas esta história... bem, estou no trabalho e fiquei a transpirar... eu tenho um lado voyeurista... mas qeu gosta mais de ser obervado... e por isso... não sei... gostei desta história....

Comigo está tudo bem. A crise passou... nunca te agradeci convenientemente... mas ainda assim obrigado.

Um Beijo

"J"

Lembras-te? :)

Cheirinho a Alfazema disse...

Adorei este post! Já sentia falta destes posts... espero que venham mais e com mais frequência! Beijinhos, passa pelo meu novo estaminé e deixa lá um comment teu linda!

Anónimo disse...

Não é por mal (bem pelo contrário é para avisar) mas reparei há 3 minutos que reabriste o omeupontog.blogspot.com para dizer que o blog havia migrado para parte incerta. No entanto demorei apenas alguns segundos para o encontrar. Se não queres que seja totalmente público, é conveniente que digas aos restantes membros do blog para não partilharem o perfil. É só uma dica. Não faço ideia do que se terá passado mas seja o que fôr, poder-se-á voltar a passar... boa sorte e parabéns pela maneira como escreves acima de tudo. Deixa toda a gente em êxtase... :)