???

quarta-feira, março 21, 2007

É primavera e eu despi-me!


Começou a primavera. Começou a renovação.
Eu noto-o em mim.
Acordo de manhã, depois de noites mal dormidas (deve ser da transição da estação!), com um sorriso no rosto e com uma felicidade invulgar, que me faz encarar os dias de trabalho com um inegável prazer.
Nesta última semana, o meu amor tem ido trabalhar à noite e, portanto, tenho tido que duplicar as forças dentro de mim para lidar com as tarefas de casa e o tratamento e carinho convenientes às crianças, de modo a descansar o suficiente para encarar o dia-a-dia de trabalho, com a minha inesgotável energia. Desde sábado que eu e o Felino não fazemos amor e, mais uma vez, sinto tensão e tesão acumularem-se em mim! Nem sequer optei pelo prazer solitário... Vai valer a pena esperar pelo momento certo!
Este sorriso não me sai do rosto. Sinto-me feliz.
Nem sempre estive assim. Já chorei como só as mulheres choram e já sofri o que só as mulheres sofrem. Já vivi, há alguns anos, o que espero que ninguém viva e já aprendi lições que foram vitais para o meu crescimento interior. Sinto-me bem comigo mesma, mais madura e, nesta primavera, constato-o com um brilho nos olhos, que nem o cansaço apaga.
O meu corpo está solto, livre, pleno. Não estou preocupada com dietas, nem com uma estética que me aprisione. Só me interessa ser feliz. Ver os olhos dos meus filhos irradiar felicidade e sentir o meu marido completo, ao nosso lado. E que a companhia uns dos outros seja sempre motivo de felicidade.
Neste momento consigo conciliar tudo: um trabalho que me realiza muito, e uma vida privada muito harmoniosa, com o meu marido fantástico, pai exemplar e profissional incomparável, tudo aliado a uma harmonia interior muito grande. Temos Amigos e familiares fantásticos que ajudam ao nosso bem-estar e para os quais também contribuímos com a nossa amizade plena.
Não estou a pintar de cores alegres um quadro que não o é. Lutamos, como todos os casais lutam, para o conseguir, mas chegamos a um equilíbrio que só foi possível porque sabemos o que queremos e vivemos o dia-a-dia a pensar no futuro que idealizamos.
Há dias li uma entervista do Millôr Fernandes que dizia que o casamento dele (que dura desde sempre) o livrou de todos os outros (casamentos, entenda-se!). Porque o casamento é uma instituição em que homem e mulher têm de ser heróis. Eu não posso estar mais de acordo. Basta verem a minha forma de estar na vida e a forma como eu vivo o casamento.

Eu não sou apenas a Felina, detrás desta mulher que revela aqui a sua faceta mais ousada e carnal, existe o ser humano, que é consciente e sabe bem separar os dois mundos.

Desejam saber algo mais sobre mim?

Mais nua não me podiam ver...

8 comentários:

maryg disse...

Felina, a vida é dura,mas com amor tudo de supera, há dias melhores e piores, o que interessa é termos saúde e amarmos muito quem nos é próximo.
Admiro-te muito, continua sembre a brindar-nos com os teus relatos intimos e também com a tua realidade do dia a dia, que é muito idêntica a de todos nós!
Beijinhos e muitas felicidades para ti e para os teus!!

sleeping angel disse...

ola uma pausa não faz mal a ninguém ajuda a rejuvenescer o espírito alias deixa-nos ainda com mais vontade de devorar o nosso parceiro(a) bem beijocas bom fim de semana já agora tenho um post no meu blog sobre homossexualidade se quiserem debater o tema bora la fazer uma vizitinha
beijocas on sleeping

Cherry Lecter disse...

Simplicidade e subtileza, misturadas com sentimento... gosto disso..!

Um beijo, Teresa

Perguntador disse...

Quando temos alguém connosco com esse tipo de sentimentos a vida é bela, as tarefas dificeis tornam~se faceis e a felicidade está mesmo aí!

PAULO KALI disse...

Expoes a tua intimidade sem expores o resto da tua vida, provocas desejo e deixas bem claro que nunca seras de mais ninguem.
A Tua terapia alimenta a nossa curiosidade mas é fascinante como podemos por vezes ao ler-te desejar ter-te na nossa cama e em simultâneo sabemos que isso não passa de um desejo pois nas entrelinhas esta bem expressa a tua fidelidade.
Aprendemos então a gostar de ti e dessa tua atitude apaixonada, embora não deixes nunca de incendiar o desejo de quem te lê.

Um beijo

LB disse...

Sinceramente, este é o texto que revela mais intimidade,sensualidade e veracidade que já li neste blog.

E gostei.Porque, na minha opinião, é óbvio que para poderem existir momentos como os que aqui descreves, regularmente, tem de haver todo um mundo de base por trás, composto pelas vossas personalidades e pelas vossas histórias e vidas em conjunto. É no dia-a-dia que se avalia uma boa relação, e não apenas num momento unico, nem só quando toca ao sexo.

E penso que, neste caso, isso se nota. Em cada toque, caricia e movimento que costumas descrever, vejo os reflexos de mil e uma coisas,minusculas, mas que todas contribuem para esses momentos de amor e extase.

Quem pensar que este blog se dedica simplesmente a descrever cenas de sexo, está enganado.

Beijo para ti Felina e abraço para o Felino.

Eclipse Com Amor disse...

Sem duvida que a vida é difícil, mas também ninguem disse que ela era fácil. Temos é que aproveitar tudo o que de bom ele tem para nos oferecer. Neste momento da tua vida tens um emprego que te realiza e um marido exemplar, mas provavelmente já houve alturas em que não tinhas as duas coisas mas sabias aproveitar o que tinhas de bom. No nosso passa-se o mesmo, neste momento temos profissões que não nos realizam (apesar de nos matarmos a estudar para tirar um curso superior) mas temos este Amor um pelo outro que supera todas as outras contrariedades da vida. sem dúvida que o Amor é fantástico pois torna mais bela a nossa vida e faz-nos sentir realizados ao lado daquela pessoa especial.

Bons eclipses,
Sol

Flor disse...

Adorei o texto. O casamento não é fácil mas, com a pessoa certa, pode ser sublime.