???

quarta-feira, fevereiro 14, 2007

CONCURSO Especial 14 de Fevereiro - DIA DE S. VALENTIM


QUERES GANHAR O MEU LIVRO?



A partir deste momento, as três pessoas que me enviarem a sugestão mais romântica, mais sexy, mais arrebatadora, mais tesuda para o homem fazer à mulher e vice versa, não só no Dia dos Namorados, mas TODOS OS DIAS, ganharão o livro O MEU PONTO G , autografado por mim.


Fico à espera que ponham a imaginação a funcionar...


Ah... Concorram através de comentário aqui neste post, preferencialmente. NÃO PRECISAM DE SE IDENTIFICAR, apenas pedirei o endereço aos 3 vencedores (que anunciarei aqui!), através de email. Podem concorrer até Domingo, dia em que publicarei os VENCEDORES!


Muitos beijinhos e que tenham um excelente resto de dia...




Miauuu...


Quem é amiga, quem é?

50 comentários:

Anónimo disse...

OLÁ FELINA,

O homem podia num dia dedicar-se á disposição da mulher para fazer tudo o que ela quisesse,levá-la a praia deserta preparar um jantar á luz de velas, depois vendar-lhe os olhos despir-se e cobria o corpo de chocolate líquido, colocava uma rosa na boca e no seu pau escrevia a chocolate a palavra Amo-te, no fim dizia: queres saborear esta palavra???

BEIJOS COM FOGOS DOS DRAGÕES....

Anónimo disse...

Saio um pouco mais cedo do trabalho, dirijo-me para casa, pelo caminho passo no Sakura(restaurante japonês) e levo para casa um excelente Sushi.
Em casa tomo o meu banho e trato da minha depilação intima do modo como ela gosta.
Sei que o meu Amor está quase a chegar, preparo-lhe um banho de imersão com sais.
Ela chega e depois de a mimar um pouco, encaminho-a para a casa de banho, retiro-lhe a roupa e vou cobrindo o seu corpo de beijos, lavo-lhe os seus belos cabelos e deixo-a a usufruir do seu banho.
Enquanto isso decoro a sala para jantarmos várias velas no chão e selecciono a musica (Para Sempre dos Xutos , Tudo o que te dou do Abrunhosa, etc...) e diminuo a intensidade da luz, depois preparo a mesa baixa da sala com o Sushi e seu vinho preferido, para sobremesa Fondue de Chocolate e Frutas.
Com o meu Amor pronto dirigimo-nos para sala e sentados no chão jantamos, entre beijos, musica e juras de Amor.

Anónimo disse...

Ps: Não preciso do prémio, já o tenho e autografado por ti.
Bjs salgado

Anónimo disse...

comprar uns metros de seda, setim e ou veludo espalhar (graciosamente , pelo chão da sala ou casa de banho se for grande para isso, iluminar com velas colocar uma bonita bandeja com ostras, sushi, sake ou champanhe dar de comer e beber um ao outro aproveitando para sorver cada pedacinho entornado no corpo...

confratis disse...

Bem, está aqui um desafio muito interessante!

Felina vou fazer tudo por tudo para ganhar o teu livro...:) No entanto vou-te contar aquilo que costumo fazer à minha companheira da vida!!

Sou casado de fresco e todos os dias gosto de surpreender a minha mulher... como? perguntam vocês.. bem todos os dias acordo-a com um sussurrado AMO-TE... logo seguido de um beijo estonteante... é bom para começar o dia!!

Logo de seguida gosto de começar a "explorar" todos os cantinhos do corpo dela... ela gosta que desça pela pele macia dela e que vá beijando-a... acariciando-a... e claro eu não me faço de esquisito:)

Quando temos um bocadinho mais de tempo, gosto de lhe fazer umas massagens nos pés... pernas e costas...

Terminadas as massagens, recomeço a explorar o corpo dela , mas com a ponta da minha língua.. ela adora.. começa a ficar com um grau de humidade na ratinha muito superior ao normal... aí, gosto de me dedicar a 100% à ratinha dela... dar-lhe toda a minha atenção!! E claro, o Ponto G não é esquecido...;)

Ela, por sua vez, gosta de pegar no meu pénis e "brincar" com ele... adoro quando ela brinca com a pontinha.. hummmm... chego até a suar!! Depois de me deixar "encorpado", ela pede-me para a penetrar... toda.. . começo com penetrações suaves, acelerando a cada minuto que passa... experimentando algumas posições... ela gosta muito de fazer de lado e à "canzana"...
Adoro senti-la vir-se.. desfrutar aquele momento só nosso... no fim gosto de me abraçar a ela... sentir o seu corpo quente e suado contra o meu...

Bem, hoje vou fazer isso tudo... ela de certeza que vai ler este comentário meu...;) mas hoje, além de tudo isto, vou levá-la a jantar fora, porque hoje faz 4 meses, 12 dias e 3 horas e 25 minutos que estamos casados... ou então 9 anos, 10 meses, 2 dias e 6 horas que namoramos!! Mas sabes o que gostava de lhe oferecer? o teu livro... quer gasnhe o livro ou não, eu vou oferecer-lho porque tanto ela como eu somos leitores assíduos do teu blog felina!! E antes de adormecermos juntos um ao outro.. vou-lhe novamente sussurrar.. AMO-TE!

Continua assim...

Beijo

Sarracenia purpurea disse...

Um poema para voçês, felinos :) Já cá venho ao vosso blog a algum tempo, e gosto muito do amor que voçês sentem um pelo outro, é lindo. Gosto de escrever algumas coisas e achei que este até se enquadrava bem aki, um beijinho para os dois***


Anda,
Vem…
E leva-me contigo,
Como se num sonho sonâmbulo
Só feito de nevoeiro e luar
Lágrimas e sal,
Estrelas que não cintilam mais
Que os teus olhos em mim,
Leva-me pela mão.
Vem-me sussurrando,
Só o que quero ouvir.
Leva-me contigo
Junto do teu coração
Deita-me no teu chão
Não…, não no chão…
Deita-me com o teu corpo
Tão quente, e negro como a terra
Encostado ao meu
Deita-me devagar
Cobre-me mais devagar ainda
Aquece-me com o teu hálito
Aperta a minha pele nas tuas mãos
Sente os meus músculos finos debaixo da pele
Aquece-me, porque comigo sozinha não dá
Cobre-nos então com as asas de um cisne
És o negrume em cima de mim e debaixo de um cisne
És o negrume que amo
Que me aquece
Devagar
Leva-me neste sonho
De te amar.

O calor emana, vermelho, de nós
Criando uma esfera no ar que nos envolve,
Que nos esconde
Beijas os meus lábios devagar
Os teus lábios grossos e suaves
Beijas-me o pescoço devagar
Já os meus lábios se humedecem e se entreabrem para te receber
E ainda só beijas o meu ombro
Sentes cada pedacinho de pele morena
Suave e salgada
Não consigo evitar
Uma lágrima cai
Rebola devagar
Ferve-me na cara, salgada
Voltas a beijar os meus lábios
Lambes a lágrima singular
Abraças-me tão fortemente
Que me prendes o ar.
Largas-me e contemplas o meu corpo
Beijas o centro do meu seio
O meu corpo arqueia-se
Gemo, mas tu não me dás o que eu quero
Dizes: - Ainda não…
Voltas a beijar-me
Percorres suavemente com a língua o meu ventre
Desces mais
Cheiras-me e com a língua separas os meus lábios
E humedeces-me mais ainda
A tua boca negra em mim
Escorro sal para ti
Deixas-me louca de amor e desejo
E voltas a subir
A subir devagar
Beijas-me, sabes a sal
Devagarinho acaricias-me com o teu corpo
Num vaivém delicioso
Não me penetras ainda
Sussurro, gemo, beijo-te
E com um pequeno movimento
Sinto-te, sinto-te mais e mais
Teu corpo negro e quente, ferve comigo
Morena, com as penas de cisne
Cobrindo-nos.

Anónimo disse...

Eu esperava ele chegar para jantar,sempre tarde...preparava um jantar simples, luz de velas nada de especial. Depois do jantar a sobremesa e entre pronmessas de amor eterno e muito carinho,vamos para o quarto. Sobre a cama pétalas de rosas espalhadas convidam a uma noite longa.De olhos fechados digo-lhe k tenho uma surpresa e na cama, ponho-me em cima dele, sentada sobre o seu pénis duro. Fazemos amor, partilhamos carinhos e já exaustos,acabamos por dormir. Acordo com uma Dália e uma foto minha, nua deitada sobre a cama de pétalas e um bilhete "Para a minha mulher, amiga e amante. Esse é o retrato que terei no meu pensamento o dia todo. Amo-te"

Albertitto disse...

oh... como n tenho namorada foi dificil escolher uma amiga para est dia pensei em convidar para jantar no mac donald... lool =P
nah! vamos a um rest. vegetariano sim pk o ambient é mt agradavel e a comida tbm ;)
bem depooooois... mmm... um cafezituh num lugar mt especial estilu d um bar com sofas cor d rosa mt escurinho vou-lhe oferexer uma prendinha (langery) lol depois acaba.mos a noit em casa a ver s acertei no tamanho lol ja tenho o champanhe e morangos preparados xocola-t tbm vai ser divertido tud planeado =D beijao felina paxa uma boa noit dos namorados com mt senxualidad ;)

Abrantino disse...

O que fazemos todos os dias é colocar e preparar as trés crias que temos para a escola, irmos para os respectivos empregos.
Chegar a casa à noite depois de um dia extenuante preparar refeição lavar a louça deitar as crias, tudo isto com uns sorrisos de cumplicidade um pelo outro, chegar à cama por vezes dormir logo mas sem deixarmos de dizer um ao outro AMO-TE!

Anónimo disse...

Eu quero que ele me faça um vestido de noite... DE SALIVA...
Bjs e feliz dia,
SexbOmB

Ricardo e Katarina disse...

As tuas fotos fizeram nos lembrar as nossas belas sessões de puro LOVE no provador!!

Enquanto ele experimentava roupas,eu não continha a minha respiração de tanta tesão que tinha naquele momento.

Nisso tive que beija-lo,ele correspondeu agarrado no meu belo cuzinho,que ele tanto ama (humm.. adoro).

Naquele preciso momento ele encosta-me contra o espelho de costas enfiando o seu lindo pau dentro de mim, sentido um prazer inexplicável, tentado agarrar em algo para não gemer, pois se encontravam pessoas no provador ao nosso lado...mas como ele é doido e tesudo dava-me belas tapas (sim sim, á Brasileira) que se ouviam em todo o provador (ouvindo comentários do lado a dizer "mas que barulho é este?")

Olhamos um para o outro com um sorriso nos lábios mas assim continuamos, nada nos fez parar..

Virou-me de frente, ele sentou-se naqueles banquinhos (mega pequenos) e eu fui atrás sentado em cima dele, cavalgando naquele pau tesudo vendo nos um ao outro em que...batam á porta.

"Boa tarde, está tudo bem?"
"Sim, porque?" (Oh não empata-fodas)
"É que tivemos pessoas a reclamar"
"Ah! Não não, ta tudo bem" (tipo para despachar)

Lá então resolver-mos ir embora, vestimo-nos e tal, quando estavamos já nas escadas rolantes apareceu o segurança, dizendo:

"Ah e tal, sabem quem não podem fazer isto aqui, tem lugares próprios tipo em casa, mas até vós percebo"

Olhamos um para o outro e metemos o nosso sorriso safadinho a trabalhar Hummmm...

Foi uma tarde bem passada (sem contar com o empata-fodas) mas mesmo assim foi muito bom!

Beijos da Kat & Ricardo ***

Matteo disse...

Experimenta durante cinco dias não se tocarem um ao outro, mas mostrarem-se nus e a mexerem para esimular o parceiro e só no 6º dia se tocarem e fazerem sexo.

Anónimo disse...

Nota: Com este comentário não pretendo ganhar o livro, porque também não corresponde ao que é pedido, pretendo apenas que percebam naquilo que este dia se está a tornar...

Dia dos namorados...

O que é isso??

Não me parece que alguém saiba...

O Pai Natal foi inventado pelo Coca-Cola pra vender mais, e o cupido?? Quem inventou??
Com certeza alguma marca que tinha baixas vendas...

O Dia dos namorados não é todos os dias??
Pois claro que é... Mas afinal o que significa uma prenda? Não significa nada...

O carinho, a amor, a atenção, a dedicação com que se fazem as coisas, isso sim importa...

Não é por hoje receber uma prenda que gosto mais de ti...

Vou gostar mais de ti se todos os dias me deres pequenas prendas:
-> Um sorriso pela manha!
-> Um beijo demorado durante o dia!
-> Um "dorme bem" antes de deitar...
-> Um abraço apertado em frente de todos...
-> Um carinho especial de surpresa...


Agora prendas... Matéria, coisas de plástico, coisas que o dinheiro compra... Coisas materias, coisas superficiais... Coisas sem importância...




- Experimenta dar-me uma rosa num dia normal que eu retribuirei com um sorriso...
- Experimenta dar-me um beijo demorado pela manha que eu retribuirei com um sorriso...
- Experimenta dar-m um sorriso durante o dia que eu retribuirei com o meu melhor sorriso...




Agora no dia dos namorados não me dês prendas, porque prendas materiais não é o que a nossa relação precisa!


Não custa nada tentar e dares-me uma prenda 364 dias no ano e esqueceres-te de uma neste dia! Não me importo... Importo-me é que te lembres de mim apenas neste dia...


M.

K disse...

Felina:

Há muito te leio, há muito penso em comentar...será hoje!

Romântico é não esquecer datas especiais, ainda que marcadas por uma sociedade de consumo, mas... respondendo à tua questão:

Sms ao longo dum dia que não se sabe se terminará a dois, mensagens provocantes que incendeiam a líbido num crescendo de emoções... o sentir que tem de estar juntos...

Um encontro marcado num sítio acarinhado pelas preferências dela, um champanhe, uns bonbons (belgas, claro!), uma cama redonda como cenário, umas velas enebriantes, um óleo que excita os sentidos...e ela chegando ao sítio marcado...

Ele espera-a ansioso, cheiroso e vestido casualmente, mas com uns boxeurs de licra que a deixarão com vontade de passear as mãos demoradamente, por ele...

Trocam olhares, entrelaçam as mãos, um beijo de leve que se torna num beijo profundo, intenso, sensual, as roupas que caem, lentamente...os corpos que se unem e sentem o calor um do outro...

Saboreiam os bonbons, o champanhe...saboreiam-se um ao outro, deixando os sentidos despertos para o brutal desejo que os começa a invadir...

Ele diz-lhe: 'meu amor, quero-te, de alma, de coração... desejo-te...'

Beija-a apaixonadamente, sussura-lhe ao ouvido que a ama e ela entrega-se nas mãos dele.

Fazem amor, sem limites, sem preconceitos, apenas no perfeito patamar da loucura e da tesão, entregues um ao outro.

O momento é literalmente orgásmico, olham-se profundamente, enquanto atingem o prazer máximo...

Ainda frementes, abraçam-se e em silêncio contam um ao outro o quanto se amam...

Um sono partilhado, um banho a dois... um jantar numa baía, com música suave...

Ele planeou cada instante do dia, dando-lhe prazer e sabendo que tinha pormenorizado os ideiais dela...

Acabam a noite, numa dança sensual, ela para ele... e envolvem-se num doce ritmo que de novo lhes trará o climax.

Dia dos Namorados: a prenda que ele só se lembra de lhe oferecer ao fim da noite um IPOD em que ele gravou as músicas que contam a história do amor deles...

..........

Um beijo e um sorriso para ti.

Big Love disse...

Ola Felina,

embora o dia não seja o melhor para sair e fazer um jantar romantico de qualquer forma lá vamos nós. Reservei mesa num restaurante fantastico com um trio de jazz muito afinadinho, um ménu divinal e uma carta de vinhos cara mas boa. Inspira-se amor expira-se paixão, os corpos, já desejam o toque quente e sensual do nosso parceiro, a nossa mente cativa de pensamentos sensuais quebrados por um senhor com um tom de pele escuro a dizer " ker fror".
Saimos do restaurante e fomos fazer o Amor aconteçer.
Cumprimentos.

Anónimo disse...

E para quando transformares isto em negócio? Já deve faltar pouco...

Anónimo disse...

Aqui vai a minha sugestão...

Num dia tão especial como este e após um dia de trabalho, nada melhor do que preparar grande supresa... satisfazer uma das nossas fantasias...
Passo numa loja e compro uma langerie preta bem sexy depois vou fazer a depilação e depilo tudinho.. .tal como ele gosta.

Encho o quarto e a sala de velas.
Quando ele chega a casa dou-lhe um grande beijo, coloco uma vendo nos olhos, levo-o para a nossa cama e tiro toda a sua roupa com os meus dentes. Passo a minha lingua por todo o seu corpo tendo especial atençao a sua orelha e ao seu umbigo, isto o deixa louco de prazer ...pede para me penetrar, mas não deixo... apodero-me das algemas e prendo-o a cama!
Aqui começa o meu jogo, utilizo a minha lingua para o deixar de prazer e implorar que me penetre. Depois dou-lhe umas suaves palmadinhas e umas dentadinhas nas suas nadegas. Mando-o calar quando ele grita de prazer. Pego no meu vibrador e apos passa-lo pela minha boca penetro-o devagarinho. Ele fica surpreendido com o meu descaramento mas mando-o calar e penetro-o mais um pouco, sei que ele adora. Oiço os gemidos dele e dou-lhe umas dentadas no seu penis... bem devagarinho. Meto o seu penis na minha boca e levo-o ao orgasmo. Eu sei que ele ficou fascinado por ser penetrado duplamente.
Apos este momento...
Levo-o para a sala... a nossa mesa é enorme e sei ke ele sempre desejou possuir-me em cima dela.
Deito-o la e debruço-me sobre ele imagino ke ele é o meu cavalo e eu sou a sua toureira e faço movimentos sobre ele cada vez mais intensos... mas quando ele ta perto a se vir paro um pouco... quero ter o maximo de prazer... quero sentir um orgasmo como nunca senti e é ele quem me vai dar esse prazer. Após me vir. Coloco-me de gatas e deixo-o penetrar-me por tras e se vir dentro de mim.
Após esta excelente noite e amor... nada melhor do que dormir completamente nua com o meu homem ao pe de mim, sentido cada milimetro da sua pele. E talvez lhe faça uma surpresa durante a noite... ele ia adorar acordar com o seu penis na minha boca. ;)

Miss sexy

nabisk disse...

Fosca-se, este país está a surpreender à brava.
Será que é por as pessoas não terem dinheiro?

Ricardo & Katarina disse...

Ahh esquecemos de dizer uma coisa..o comentario nao tem muito haver com o desafio que propuseste mas valeu a pena particiar :)

Beijo *

Ricardo & Kat

Anónimo disse...

E tudo isto é:
___________________________
A M O R

Numa palavra pequena
tanta grandeza contida.
Sem amor não vale a pena
a gente viver a vida. ___________________________

lu disse...

Como já devo vir tarde para o concurso vou contar o que eu faria, se o pudesse. O meu dia de S. Valentim perfeito começaria por me meter de manhãzinha num alfa para o Porto, em Campanha apanhava o metro para o aeroporto e do aeroporto um avião para Dublin, onde vive o meu mais-que-tudo. Há quem não tenha a sorte de viver com a pessoa que se ama...

Não lhe diria nada que ia ter com ele. Combinava com um amigo comum um suposto encontro com ele mas, em vez do amigo, ele encontrava-me a mim. Depois de muitos beijos, muitos abraços, uns copos no nosso bar preferido, mais beijos, conversa em dia, mais beijos, um curry no restaurante de estimação, íamos para casa dele. “my house, our home” como ele diz.

Começava a agarra-lo mal entrássemos no elevador. Beijava-o com sofreguidão e não resistia a provoca-lo: masturbava-o ali mesmo para o deixar durinho antes de sair do elevador.

Imagino a nossa casa na mesma. O cheiro a tabaco e a desarrumação típica de um homem que vive sozinho e que não espera visitas. Mal fecha-se a porta, libertaria toda a tensão contida na espera por este momento...
Mais que sexo, quero poder voltar a adormecer com ele. Senti-lo a tocar-me a descobrir o meu corpo durante a noite, naquele jeito dele me procurar de noite por entre os lençóis e não me largar, como quem adivinha que tenho que partir em breve.
E teria de partir em breve. Vestia-me sem fazer barulho e partia sem o acordar. Mas começava a chorar mal saísse, voltava a chorar quando o avião me trouxesse de volta, voltava a chorar muitas e muitas vezes, à noite, sozinha com o gato, como hoje.

LB disse...

Boa noite Felina, Felino, Leoa e Leão. Cumprimentos a todos. Mais uma vez, depois de algum tempo, cá volto a comentar, e fico sempre contente por ver que os vossos dias continuam tão alegres.

Quanto ao post, gostaria mesmo "bué" de ter um livrinho desses.Não tendo eu namorada de momento, deixo, de qualquer maneira, aquilo que eu gostaria de fazer no dia de São Valentim, ou em qualquer outro dia,á pessoa que ocupa um lugar especial...ou melhor, ocupa o espaço todo, no meu coração:

Primeiro passo:
Sabendo que ela sai de casa por volta das 7h30 da manhã, faria um esforço por acordar ás 6h.Meia hora depois, já á porta de casa dela, escreveria com spray vermelho, comprado previamente,no chão mesmo á frente dos degraus que dão para a rua : AMO-TE!
Sem assinar.
(Eu sei que isto pode ser considerado vandalismo,mas não teria qualquer problema em ir lá depois lavar aquilo.)

De seguida,teria de fugir dali o mais rápido possivel para não ser apanhado. (Com uma nota mental: arrancar devagarinho com o carro, não fosse ela reconhecer o barulho, como de costume.)

Segundo passo: Sabendo que ela entra ás 9h e chega sempre, mais ou menos, ás 8h40 ao trabalho, fazer os possiveis para lá chegar, pelo menos, ás 8h30. Se tudo corresse bem, estaria lá antes dela e, pelo caminho, tinha comprado um ramo de flores(Rosas, porque um clichê, de vez em quando, não faz mal a ninguén).Quando, por fim, ela chegasse,não deixaria muita margem para perguntas como: " que fazes aqui!?" e, assim que ela fizesse uma cara de espanto, avançava confiante para um beijo bem demorado.
Depois, como não convém que ela chegue atrasada, deixa-la-ia entrar e iria também eu á minha vida.

Terceiro passo: sem avisar, aparecer de novo á hora de almoço para, obviamente, almoçarmos juntos (tudo pago pela minha pessoa,claro),levando na mão mais um ramo de flores.
Durante o almoço, nada de muito arrojado sexual,psicologica ou monetariamente falando. Porque com essa pessoa, sei que o mais provavel e agradavel seria perdermo-nos no interesse genuino que temos nas nossas conversas, no prazer puro em estar na companhia um do outro, na alegria de podermos estar, simplesmente, juntos.

Quarto passo: Uma noite passada em Sintra,o nosso cantinho.(Mais uma nota mental: Quando a fosse buscar a casa, levar não um ramo de flores, mas uma rosa de papel feita por mim próprio. Se tenho jeito para a coisa, mais vale aproveitar...e uma flor dessas pode durar para sempre.Nota mental anexada: nas pétalas de papel, escrever pequenos poemas de amor e citações nossas, tiradas das memórias que guardo cá dentro, a sete chaves, dos momentos só nossos.)

Quinto passo:
Depois de um jantar romântico, naquele restaurante que sempre quisemos experimentar, e depois de um pequeno passeio pelas ruas misteriosas que já conhecemos instintivamente,de tantas gargalhadas que lá deixámos a pairar no ar, voltariamos de novo para o carro, prontos para o próximo local.
(É impressionante como quando estamos acompanhados com a pessoa prefeita, qualquer lugar, qualquer momento, é sempre o ideal para se passar um bom bocado).
Provavelmente cantariamos os dois,pelo caminho fora,desafinados mas bem alto e aos gritos,ao som das musicas que ambos aprendemos a gostar. Provavelmente iriamos rir ainda mais. E no meu peito surgiria aquele "não sei quê" que só ela me faz sentir.

Sexto passo:
A nossa praia de sempre. Discreta, abrigada por falésias num lado e encurralada no outro pelo mar.O mar que mais se assemelha a um manto de diamantes, com a lua reflectida e repetida milhares de vezes na sua ondulação suave.
Sentado nas rochas, abraçado a ela, de rosto voltado para o oceano,contar-lhe-ia todas as pequenas histórias que se desenrolam dentro de mim. Histórias que revolvem sempre em redor do universo que é ela. Descreveria, ao promenor, a textura e o sabor dos sentimentos
que ela desperta bem no centro do meu ser.
Terminaria com o beijo mais dedicado e sentido que alguma vez daria a alguém.
(Com certeza absoluta digo:seria o beijo mais dedicado e sentido que alguma vez DEI a alguém.)

Sexto passo:

Aquela pensão pequena, mas de ar "amoroso", que ela sempre teve curiosidade em conhecer. Um quarto simples reservado para os dois.Sem pétalas de rosa espalhadas pela cama. Sem banhos de demorados. Sem aparatos.
Apenas o explorar dos corpos, assim que a porta se fechasse atrás de nós.

Tentaria fazer um mapa do corpo dela e a cada toque descobriria um mundo completamente novo, e não haveria mapas suficientes para unir todos aqueles pontos de maravilha e perfeição num só sentimento. Pela noite fora, deixar-me-ia levar pelas emoções mais basicas.
As minhas e as dela.
E no fim, quando o sol começasse a brilhar, sentir-me-ia capaz de abraçar o mundo.

Porque, de facto, ele estaria a dormir nos meus braços.




Mas como disse no principio, não tenho namorada, e para traduzir a minha situação actual, com esta rapariga de que vos falo, vou puxar um bocado a brasa á minha sardinha e vou fazer uma citação dos meus Mundos Negros (blog):

" Que lugar é esse em que te encontras, tão próximo de mim que te esqueces de olhar com atenção?
Mas que raio de sitio é esse, tão irremediavelmente perto que te consigo tocar sem que tu me sintas?"

E é tudo. Beijos e abraços.

Anónimo disse...

Então é o seguinte:

Para mim um dia dos namorados bem passado, era sair do trabalho um pouco mais cedo, passar por casa e pegar no vestido / saia mais sexy que ela tivesse lá em casa e que mais tesão me desse. Aproveitando um dia radioso de sol que estaria (eventualmente) ia pegar o meu amor ao trabalho e íamos para o ponto mais alto e mais deserto aqui da zona centro para... "ver" o pôr do sol.

Enquanto o sol desaparecia no horizonte estaria eu a saborea-la com tudo em cima do capôt do carro (daí a saia) e por fim faríamos o amor mais louco e apaixonante das nossas vidas. :-)

Foi só para contribuir, tive conhecimento do Blog pela Antena3 claro está e desde então tenho vindo aqui algumas vezes.

hoje apeteceu-me escrever/contribuir. Assim que vir o livro nas bancas irei dar um vista de olhos e talvez (o mais provavel) compre. :-)

Continuação de boas "aventuras" a todos, em especial à autora do blog. :-)

JN

Miguel Balastreiro disse...

Eu já escrevi para concorrer, mas parece que desapareceu! Assim vou repetir:
"Primeiro deve começar-se por um aliciante 69 enquanto o bisturi fica a aquecer nas chamas dentro de uma tijela. Quando estivermos preparados para um coito extasiante e duradouro, pegamos no bisturi e cortamos todos os tabus pela raiz"

Miguel Balastreiro disse...

Só um acrescento: meu e-mail: balastreiro@hotmail.com

Anónimo disse...

Pedir-me em casamento, fazendo o pedido com a lingua, no meu clitoris...

Anónimo disse...

Eu ouvi-te na antena 3! Vim ler o teu blog e fiquei surpreendida pela capacidade de expores a tua relação, mas acima de tudo, de mostrares em palavras ( tantas vezes tabu) imagens nitidas de uma relação sexual e de amor a dois.

Não sei se mereço o teu livro, nem sei se o que estou a escrever é para o tentar ganhar, mas na verdade, senti-me tentada a falar-te por escrito.

Eu não tenho namorado. Tenho um/o meu amor (só de pensar nele, já estou comovida).
Re(en)contrei-o há mais de um ano e desde então entre nós existiu sempre cumplicidade, dessa que nos faz desejar cada pedaço do corpo e da alma um do outro.

Não nos vemos há dias! Não por não querermos mas porque não pode ser.
Ontem, escrevi-lhe assim:

" (...)O dia dos namorados é bonito para mim... porque os casais se juntam...
trocam mimos... coisas simples mas tão especiais.
Se nós fossemos namorados eu levava-te para vermos o mar e caminhar na praia.
Se fossemos namorados... apanhar-te-ia flores do campo.
Se fossemos namorados... cantava-te uma canção.
Se fossemos namorados... lia-te um poema.
Se fossemos namorados... dava-te um cartão.
Se fossemos namorados... levava-te para vermos estrelas.
Se fossemos namorados... pedia-te em casamento!:P (...)"

Mas não somos... e eu sinto a sua falta mais que tudo. E todos os dias o desejo, e desejo voltar a fazer o amor que só nós (eu e ele) sabemos fazer. Aquele amor que nos preenche e completa.

Beijinhos,
Maria.

Ps.: Sou uma romântica! Tenho muito a aprender convosco, contigo!

Chita disse...

Fui busca'lo a estaçao dos comboios.Nao nos viamos a 2dias,parecia que nao nos viamos a um seculo!Entramos no elevador e mal a porta fechou ele agarrou'me com força e beijou'me sofregamente!As maos desceram ate ao meu rabo,tocando'lhe com desejo...puxou'me a blusa para cima,passou as maos por baixo da minha langerie e apertou'me as mamas que ja morriam de desejo!
-Queres foder nas escadas?
-Tanto me faz´onde...quero a tua cona!
Subimos ate ao 6ºandar,saimos do elevador e fomos para as escadas de emergencia!
O abraço forte e os beijos lascivos continuaram...
Desapertei'lhe o cinto e tirei aquele pau sabosoro, grande, duro e da cor do chocolate.Lambio'o,chupei'o e dei'lhe leves trincas na glande!
Ele lambeu a minha coninha deixando'a a desejar que me pentra'se!Virei'me e ele pentrou'me por tras, com força!Viemo'nos num orgasmo rapido,mas estrondoso!
Limpamo'nos e fugimos dali!
Entramos em casa, comemos qualquer coisa rapida e voltamos para o quarto!
As roupas fugiram'nos dos corpos!
Voltamos a fornicar com sofreguidao!Desta vez com direito a tudo:anal,oral,"vaginal" e uns orgasmos de morrer e voltar a nascer...tudinho como nós merecemos!
Ofereci'lhe o livro "A Perola-jornal erotico"...e li'lhe um bocadinho, com a minha voz mais sexy!
-Fodasse,ja sao 21h...veste'te rapidamente se nao nao jantamos hoje!
Saimos os dois de casa mais felizes que os contemplados do euromilhoes...fomos a pe,porque estavamos cheios de energia...
Andamos a procura de um restaurante...estava tudo cheio...la encontramos um muito agradavel e,neste dia, com um aspecto muito romantico!
Rimo'nos durante toda a refeiçao!
-Ja é tarde,amnha tenho um exame!
-Tenho pena que n passes a noite comigo.
-Nao da, amor...amnha tenho que me levantar com as galinhas!
Deixei'o em casa...Demoramos muito tempo a tentar descolar as nossas bocas e as maos dos nossos corpos!
Fui'me embora com um sorriso que nao se apagou de modo algum!
O telefone tocou!Era ele:
-Foi excelente..so é pena a minha cama estar tao vazia.
-Amo'te
-Eu ainda te amo mais!

Hoje acordei com um sorriso enorme...mal estudei para o exame..tive 15...a anatomia!

A estoria é grande e talvez com muitos promenores...mas foi mesmo bom e tinha que partilhar neste "concurso"!

Chita

Ricardo disse...

Bem esta aqui é para o "concurso".

Só nao faço isto porque infelizmente ainda nao moro com a minha princesa gostosa mas aqui vai:

Primeiro ia comprar umas velas com aroma (afrodisiaco) e rosas.

Depois chegaria cedo a casa para preparar tudinho, tirava as pétalas todas das rosas,acendia as velas e metia em pontos estrategicos e com elas fazia um coraçao
gigante na cama, mas antes disso colocava-as na porta da entrada e fazia (tipo caminho)
para a sala com uma mensagem safada com o proximo destino para ela ir(NOSSO QUARTO) junto com uma bela prenda, ou seja, uma lingerie daquelas que me deixam maluco e com muito fogo (essa parte do fogo é sempre, ai nao, como uma mulher
igual a minha, ui ui)

Ela ao entrar surpreendia com uma venda,explorando o seu lindo corpo,beijando,lambendo,massegando, apalpando isso tudo ao som de uma bela musica de aumentar a excitação e a tesão...

Lambia-lhe com muito amor aquela ratinha linda preparadinha para ser acariciada com a minha lingua,fazendo tudo aquilo que ela gosta deixando-a num estado insdescritivel...
Beijava-a com muito desejo de uma forma louca tirado-lhe a venda e com os dentinhos a lingerie devagarinho com carinho...sinto-a preparada para desfrutar a sua linda xaxinha muito lentamente,começando por roçar o meu pau para sentir a minha tesão,entrando aos poucos observando a expressão dela de prazer, sossurando ao ouvido dela palavras de excitação.

E depois era o que vinha na alma, muito love, isso já nao dá para explicar por palavras porque aquilo que sinto por ela é inexplicavel.

Depois do nosso amor ser defrutado, iamos tomar o nosso banho de rosas bem merecido para relaxar com muito amor e carinho á mistura.


Beijo

Ricardo ***


P.S Isto nao é so para o Dia dos Namorados mas sim, em dias que a pessoa menos espera...

Sexhaler disse...

Entrego-lhe o meu amor e o meu corpo todos os dias do ano... O dia dos namorados não poderia ser diferente!
Este ano, a noite foi só para ele, quis dar-lhe prazer como sei que ele gosta mais e fui bem sucedida pois ele brindou-me com as palavras "acho que estou a ficar viciado na tua boca".

Amo o meu marido mais que a vida, mas a melhor prenda que lhe podia dar jamais, já dei: o nosso maravilhoso filho.

Beijo

pussy disse...

Olá Felina

Uma sugestão para este dia )e não só):
Irmos a um sítio que adoramos (por exemplo, as ruinas de um castelo, uma floresta escura, uma praia deserta,...) e explorarmos o meio que nos rodeia (usando toda a nossa sensualidade e sexualidade)... Imagina ambiente... Saimos do carro, procuramos um spot mais recôndito, e começamos a brincar um com o outro, despindo-nos suavemente, de modo a ter as nossas frutinhas bem arejadas. Ele brinca com a minha cereja (aka clistóris... :)), lambendo-a suavemente como gosto e dando-lhe pequenas trincas... penetra-me a ratinha com a sua língua bem compridaaaa e vai até o meu cuzinho. Brinca com ele enfiando um dedo, depois outro e vai exercendo alguma pressão com eles. Depois de bem húmida, é a minha vez de brincar com ele. Adoro brincar com ele e torturá-lo com a espera!!
Primeiro beijo-o delicadamente nos seus lábios (enquanto o acaricio com a minha mão), depois deslizo para o seu grande pau e dou-lhe beijos na sua ponta quente... Dou-lhe pequenas lambidelas, brinco com a minha língua fazendo pequenos círculos e mergulho lentamente no seu pénis totalmente erecto. Inicia-se o movimento "in and out" oral até ele gemer de prazer. Enquanto isso, ele vai fazendo massagens na minha cereja que está super húmida e grita de tesão!
Paramos com as brincadeiras e partimos para a grande acção!! Agora é que é!! :)
Ele penetra-me com força, pois adoro dessa maneira (tal como tu!), gosto de estar toda aberta para o sentir bem dentro de mim... hmmmm... estamos os dois excitadissimos e sempre de olho no ambiente que nos rodeia (não vá alguém aparecer de repente e nos surpreenda na nossa private party... não é que isso nos incomode, mas o facto podermos ser apanhados em flagrante exita-nos imenso e dá-nos um prazer duplo)!
O nosso amor tem curto espaço de tempo (devido ao facto de estarmos completamente expostos), mas gozamos os dois mil à hora, ele sussurra-me ao ouvido palavras obscenas (não é lá muito romântico como pediste, mas excita-me imenso e a ele também) e eu, responde-lhe com gemidos e chamo-lhe nomes que ele tanto adora....hmmmm....MAIS.... ISSO....
Agora não pára... é até ao limite... estamos prontos para o leitinho dos dois... damos um último gemido (Este bem forte e profundo) e vimo-nos os dois com toda a força e suco!!

Voltamos para o carro contentíssimos e super sorridentes... o prazer foi todo nosso e não fomos apanhados por nenhum mirone!!
:)

THE END

Felina... adoro o teu blog, continua assim!!!
Espero que, ao leres este meu pequeno texto, tenhas ficado excitada... isso é bom sinal... sugere ao teu leão uma escapadela destas...tenho a certeza que vai gostar! E se for de noite... a adrenalina é bem maior!!



Bjokas grandes
pussy**

http://shakermaker.blogs.sapo.pt disse...

Ora viva!

Se soubesse de antemão que ia estar em directo nas manhãs da 3, teria pedido à minha vizinha Ana Galvão para lhe levar uma lembrança da minha parte. Paciência, fica para a próxima. Ainda não tive oportunidade de ouvir a entrevista mas até aposto que tipo de perguntas lhe fez o Markl... Enfim, tópicos de amorrr.

Um abraço...
shakermaker

Anónimo disse...

O amor é um sentimento lindo mas infelizmente nao tenho vocabulario para o descrever.

Daí descrevo-te a minha noite de dia de namorados, em poucas palavras:

- Foi passada lá em cima em extase, nao faltou nada, nem brinquedos, nem gemidos -

mas digo-te felina fazia uma intervenção cirugíca para arranjar mais

uma varinha magica

doidinha disse...

antes d mais quero dar-t os parabens pela tua maneira d ser e d escrever!
continua assim!e eu continuarei a ler-t :D
n foi no dia dos namorados (pq o dia dos namorados p nos é tds os dias), ms ha pco tp preparei-lh 1 "jogo" p testar o poder d cda um dos 5sentidos...
vendei-o
atei-lhe as maos
e a proposta era "eu testo e tu adivinhas ql o sentido q tou a testar"
comecei pelo olfacto,deixando-o cheirar o perfum q o deixa doido
dps a audiçao,masturbei-m enqt ele ouvia a mh respiraçao ofegant e os barulhos da mh coninha molhada
dei-lhe a provar os m dedos (paladar)
dps o tacto,s desatar as maos acabou por perceber q tinha tirado tda a roupa e deixado apenas as meias-liga.desatei-lh as maos e deixei-o continuar a tocar-m.penetrou-m e suplicou-m p o deixar tirar a venda
la deixei,completando o jogo c a visao
ms acho q o jogo ja era outro...ja estavamos os 2 em ebuliçao!

bjinho!

Anónimo disse...

Quer-me parecer que ninguém merece receber o livro!Mas que falta de imaginação!Quanto a ti Felina, tb fiquei um pouco desiludido: pensei que eras bem mais sexy, mais gira, mais jeitosa!Mas pronto....bjinhos

misspuma disse...

Nos já a um tempos que costumávamos ter e-amigos com quem falávamos em chat e noutros programas, mas sempre à distancia sem qualquer outro contacto entre nos e eles. Conhecíamos os nossos nicks e conversávamos na net , nós e mais os nossos e-amigos.
Estava a chegar o dia de S. Valentim e combinamos pelo Messenger um encontro, mas com algumas regras:

1.devíamos fazer de conta que não nos conhecíamos
2. usávamos os nossos nicks
3. sairíamos separados de nossa casa
4. devíamos assumir a personagem do nosso nick

Assim foi, combinamos o sítio e depois de deixar a nossa filhota em casa dos avós (abençoados) fomo-nos arranjar para sair.

Vesti um vestidinho bem curto e decotado preto um pouco transparente, meias de liga pretas, botas pretas verniz e mais nada. Perfumei-me e sai.

Cheguei ao bar, ele já lá estava. Sentei-me noutra mesa e com msg do tlm fomos conversando. Claro esta que eu sentei-me para que ele conseguisse ver as minhas pernas, as meias de liga. Ia cruzando e descruzando as pernas, passeava as mãos pelas pernas, deixei cair 2 ou 3 vezes coisas ao chão para que pudesse ver o decote arrojado,

Nisto chamou o empregado, num minuto na minha mesa tenho uma bebida e a indicação do empregado que tinha vindo daquele senhor. Faço sinal de agradecimento e enquanto baixo os olhos para acender um cigarro, tenho-o atraz de mim sussurrando bem coladinho a minha orelha se podia sentar.


(Continua, só que agora não tenho tempo para mais)

Paulo disse...

Para ti não tenho sinais vermelhos,
Só tenho sinais verdes no meu coração,
Tens a passadeira rolante para a minha perdição.
O silêncio demonstra o quanto te quero comer,
De preferencia de baixo da mesa, de pé,
Com duvida e incerteza se gostas na ré.
Quero saborear-te como a uma deliciosa sobremesa.
Na banheira é o máximo, com todos os preliminares,
Eu te foderia até tu te cansares.
Acho divinal tu preocupares-te comigo,
Geme querida, goza comigo em simultâneo,
Quero que te venhas com gozo tamanho.
Eu todo entesado e tu toda molhada,
Vamos cavalga para cima e para baixo,
Mexe esse corpo faz-me sentir mau,
Sinto-te toda encavada sobre o meu pau,
Tu de pernas bem abertas,
Enterras-te toda sobre o meu pénis,
Estás toda nua apenas com os ténis.
O meu pau está bem duro e teso,
Estamos num barco que balança, está em risco de virar,
Mas isso não importa, o que interessa é fornicar,
De mancinho te beijo toda,
E na tua cona paro para com ela brincar,
Como uma chuxa que não me canso de chupar,
Que me entusa e excita.
Minha língua te penetra e teu sabor agridoce detecta,
Teu clitoris mordisco, como que atraído por um isco.
Sinto a tua seiva na minha língua,
E o teu ponto G procuro alcançar,
lambo-o todo só pensando em te penetrar.
Eu coloco-me de pé na tua frente,
Levanto-te uma perna e aponto o meu membro,
Para a entrada da tua gruta, e lá vai fruta.
Beijando a tua boca,
Lambendo o teu peito,
Afagando-te o sexo,
Sentindo o teu gozo,
Dando-te prazer.
Falar não poderás,
Com o meu pau te calarás,
Pois ele todo engolirás,
E nem jorrar fora me deixarás.
“Eu não esperava outra coisa de ti”,
Gritas tu de prazer,
Ao sentires toda a potencia do meu pisso,
A penetrar as tuas entranhas,
E as nossas mentes só pensam em coisas estranhas.
Estranhas mas que dão prazer,
Prazer que a ninguém é dado a conhecer,
A não ser às paredes do leito,
Que nada conseguem dizer.
Eu e tu, tu e eu,
E o escuro do quarto a tapar a vergonha,
Num tempo infindável,
E tudo permitir até morrer de amor.

pecado original disse...

hummm posso tentar?!

De eu para ele...

Como não há principios nem fins todos os dias, vou começar por uma acção.
Ao acordar (levantava-me primeiro do que ele), tomava banho e escrevia com o meu baton vermelho no espelho da casa de banho "Sou tua, todos os dias." Espalhava petalas de flores de varias cores pela casa até um local onde se encontraria um presente, iria conter nele uma chave de um local da casa que até ao momento se encontraria fechada e com ordens expressas para o momento em que lá deve entrar.
Durante o dia, entre mimos, mensagens, telefonemas e um almoço com vista para o mar fazem-se revisões de momentos passados sem antever futuros mas com a excitação do mesmo.
Há noite um jantar a dois num restaurante com um tipo de comida diferente, concordaria com o Indiano.
Seguidamente voltaria para casa, ele teria acesso a esse local privado da casa. Entraria de olhos vendados e sentar-se-ia numa cadeira.
Enquanto isso, velas por todo o lado, tons de laranja e vermelho, vestia-me com a melhor lingerie e um vestido seguramente deslumbrante, no momento em que era mandado tirar a venda começava a tocar "you can leave your hat on" de Joe Cocker e dava o meu melhor à frente dele. Entre o movimento de ancas e um olhar sedutor (sempre profissional), tiraria peça por peça da roupa. A partir dai a liberdade era dele para fazer o que quisesse (obviamente que ao seu lado teria uma mesa com campanhe, chantily, chocolate, morangos....)
nesse momento o amanha seria muito tarde ....


Um beijo no teu ponto G ;)

A Tua Amiga disse...

ah porra, agora não me lembro de nada!
Bem, importa é que tenhas passado bem o dia ;)
Bjo

Gato disse...

Felina… Sou alguém que gosta de cumprir regras, ou pelo menos, tentar cumprir…

Isto vem a propósito do enunciado do desafio “…não só no Dia dos Namorados, mas TODOS OS DIAS, …”

Sendo assim, não vejo melhor do que chegar a casa e foder onde quer que seja!
Sem cenários, sem encenações, sem planos!
Aliás devo dizer que fico desmotivado se a coisa for demasiado planeada… Ai sim, gosto de furar regras, de ultrapassar barreiras de me entregar como dever ser!

* É verdade Felina, não consigo, fazer mais do que foder, fazer amor, praticar coito, chama-lhe o que quiseres… TODOS OS DIAS!

Não vejo ninguém com capacidade para tanto “polimento”, para tanto cuidadinho:)
E afinal as mulheres gostam do mesmo que os homens…
De que vale o cenário, a excitação provocada, o clima criado se o acto em sim não for divinalmente brutal?:)

Já comprei bolinhas…
Já corri motéis…
Já…
Já…
Sem regras, sem ter de ser, simplesmente quando acontecer….


Beijinho

kekoa disse...

Olá Felina. Começo por Felicitar-te por este fantástico blog.

Infelizmente, por o meu amado trabalhar por turnos, não tivemos hipótese de passar o dia dos namorados juntos.

Creio que o ideal para um dia arrebatador com o meu mais-que-tudo seria do género:
Ele reservava com antecedência um quarto num hotel de luxo, com direito a hidromassagem e tudo. Iríamos para lá na véspera e a manhã do dia 14 começaria por um pequeno-almoço na cama. Talvez uns croissants quentinhos e para beber um leitinho quente com chocolate, só para abrir o apetite. Teríamos direito a uns morangos e chantilly, que comíamos a acompanhar…-nos! Para além disso, nada melhor que uma massagem por todo o corpo, especialmente nos pés, na barriga e na zona junto ao pescoço, locais estes que me fazem entrar num transe total de tão bom que é. Teríamos uma grande manhã repleta de amor e carinho mútuo. Depois das massagens, e quem sabe de mais um bocadinho de amor, iríamos para a banheira de hidromassagem relaxar. Nada melhor que um banho com sais e espuma para levantar de novo a libido e deliciar o nosso par numa aventura molhada.
Depois do banho, iríamos dar um passeio até um parque ou até à praia. Tirávamos umas fotos a dois, para podermos relembrar esse dia magnífico e poderíamos aproveitar o facto de estarmos completamente sós para nos amarmos mais um bocadinho. Para mim, o dia terminava novamente no quarto de hotel, num ambiente romântico, com incenso, música, umas roupitas mais provocantes e uma festa na cama, só a dois, ou quem sabe, a três, com um vibrador que ele me poderia oferecer nesse dia magnifico. Era bom, não era?
É pena que seja só um sonho. Talvez um dia, quem sabe?

luafeiticeira disse...

Dia dos Namorados

Que oferecer neste dia senão um prazer feito de sonhos?

Como adoras chantily, fiz-te saborear esse doce nas minhas mamas…

Disseste-me que tinhas sonhado que a minha cona sabia a chocolate
e eu cobria-a de mousse...

Um dia de manhã estavas molhado,
não te lembrando qual o sonho erótico que tinhas tido
e eu acordei-te chupando-te o caralho até me encheres a boca com a tua esporra…

Como qualquer homem, querias estar com duas mulheres
e quando chegaste a casa, viste-me num 69 com uma bela jovem…

Amem-se!
www.luafeiticeira@logspot.com

Anónimo disse...

O meu dia dos namorados começou bem cedinho, tudo planeado ao pormenor sem saber o que iria acontecer nos minutos e horas a seguir.
Acordei muito devagarinho como se um pouco de veludo me passasse pelo corpo todo, tinha os olhos vendados e estava toda nua na cama(adormeci de pijama)não fiz perguntas deixei-me levar pelo momento mágico, o veludo que vos falo era uma rosa que passou por todos os cantinhos do meu corpo e deixou-me bastante húmida e excitada. A passagem da rosa foi alternada com pequenos beijos que quase não tocavam a pele, senti só a respiração dele a passar por todo o corpo, alternado com aquele pequeno veludo que me fez arrepiar o corpo muitas vezes.Fui convidada com pequenos susurros ao ouvido e beijos e pequenas lambidelas, para um banho a dois, que já estava preparado, sem faltar qualquer pormenor, sempre de olhos vendados,ao entrar na banheira eu e ele, ele molhou-me o corpo acariciou-me, chupou-me, e sem aviso prévio penetrou-me daquela maneira que eu adoro, sem estar há espera seja do que for.fizemos amor deliciosamente, e segui para o próximo round, o segundo pequeno almoço, pois o primeiro foi delicioso. Morangos, cerejas, amoras, chantilly, champagne, sumos de toda a variedade, como se estivesse num hotel de 5 estrelas, não se esqueceu de nada, todos os mimos e momentos nada foi deixado para trás foram vividos mágicamente.Vesti-me e fui trabalhar, como faço todos os dias, ele fez questão de me levar ao trabalho, pois iria buscar-me quando saisse.Fiquei como podem imaginar o dia inteiro cheia de tesão, só de pensar no que ele me preparou naquele bocadinho antes de sair de casa, desejosa que xega-se as 16 horas, fui magicando o que viria a seguir.saí do trb a pensar no que se seguiria mas não valia a pena nem perguntar o destino ele nunca me iria dizer, parámos num centro comercial muito conhecido subimos do parque de estacionamento e fomos até ao 6º andar, eu sem saber para onde e para quê, ele sempre muito atencioso como sempre foi, mas com cara de malandro ao sair do elevador deparo-me com uma clínica de spa, onde se fazem todo o tipo de tratamentos de pele, sauna, massagens, blá, blá, blá, os meus olhos sorriram de imediato, durante um par de horas fui uma princesa, uma rainha, com o meu rei sempre a acompanhar-me, pois ele também fez tudo o que lhe competia, o mais especial de tudo foi a parte das massagens, onde eu estava deitada na marquesa para levar um tratamento merecido, e o massagista de serviço, não foi a menina que lá estava, mas sim o meu querido maridão que me deu uma massagem com óleos aromáticos deliciosos, não falando nas mãos que estremeceram até os dedinhos dos pés. Quando saí dali eu não andava flutuava estava leve como uma pena, foi um dia diferente dos outros, valeu a pena todos os segundos que esperei para saber o que iria acontecer a seguir. seguimos para casa jantámos calmamente rimos falámos sobre os momentos mais cómicos, sobre as surpresas deste dia e adormecemos agarradinhos um ao outro, como se nas nuvens estivessemos!

mrg disse...

Eu ofereci ao meu namorado uma massagem afrodisiaca com manteiga de cacau num spa lindíssimo em Sintra. Sauna, jacuzzi, massagens a dois e depois uma noite bem passada. Valeu a pena.

Anónimo disse...

já são cinco horas penso eu...ufa é melhor ir a correr pa casa.....
....ao entrar eis que m lembro...
-Esqueci-me das flores...e as crianças-que flores maezinha??...-são uma prenda po papá...
Por sorte a avó dos cachopos mora perto...-ciau mamã...-durmam bem meus amores...e pronto de volta à correria... chaves na igniçao e eis que as rosas vermelhas estão á minha espera...-quero quinze!!!!eis o número mágico...mas hoje não há trabalho para casa os doc que esperem...quinze anos...há já quinze anos que conheci a estabilidade da minha vida..de volta a casa...coloco logo as velinhas pelo chão...chego á banheira...gel de framboesa...acendo o candelabro da essência....huum...começo a sentir calor...falta espalhar as pétalas..escovo o cabelo olho ao espero...sim estou poderosa....visto o roupão...sinto as chaves na porta...msm a tempo...-tou no banho amor....
com um ramo na mão e um sorriso lindo diz-me:-amo-te...
-faz-me companhia...vejo as roupas cairem pelo chão...o olhar sereno dele põe-me a mil....entra na banheira dá-me um beijo...e que beijo...acaricia-me as maminhas...beija-me o pescoço...ajoelha-se...humm...o dedinho certeiro mergulha e eis que chega ao ponto ideal....ai n que n existe e é pouco...os meus gemidos ecoam...começamos muito bem...beijo-o e beijo-o pelo corpo todo o sexo dele...viril...humm...começo por lambe-lo...ele geme...humm cada vez mais excitados devoro-o com sofreguidão...os gemidos dele fazem-me querer mais....faço-o sentar e coloco-me de cima dele...possuo-o de forma acelerada...o chapinhar da água aguça-nos cada vez mais o líbido....salto salto e sem me conter atinjo o climax...humm de mais ele ajuda com movimentos ascendents prolongando o meu orgasmo......-quero-te mais...tas demais hoje sussura....pega-me ao colo até á nossa cama...e com as minhas pernas nos seus ombros...penetra-me beijando-me languidamente....hummaquele vaivém poe-me louca...muito louca...explodimos os dois juntos...deita-se ao meu lado...-amo-te feliz dia dos namorados...corremos para o banho como dois adolescentes...sim o sexo para ser bom tem que sujar...melados pelos sucos do amor ensaboamo-nos e eis que exala agora a framboesa...visto o meu vestido mais sexy....chegamos ao restaurante predileto...talvez a nossa boa disposiçao seja contagiante...o meu riso faz toda gente voltar a cabeça desde sempre...-entao-digo eu- a sobremesa...-é supresa...para o carro em frente ao castelo...abre a mala...tira um cesto de morangos...champanhe....beija-me como se nao houvesse dia a seguir...-anda ver as estrelas...abraçados...cobertos pelo saco-cama duplo...dirigimo-nos ao nosso recanto...amo-te muito bébé...Salvé 14-2-....

Anónimo disse...

Eu só gostava, que um homem me levasse prá cama e estivesse toda a noite a explorar o meu corpo, pra que eu sentisse tudo aquilo k só conheço através da leitura e....receio nunca vir a saber...

Vyola

Eclipse com Amor disse...

A melhor forma de começar o dia é sem duvida com a palavra Amo-te. Durante todo o dia o homem deve pensar na sua mulher como aquela que o acolhe e compreeende, aquela que está sempre disposta a ouvir os seus problemas e as suas paranoias. O homem deve chegar a casa e mesmo cansado deve ter tempo para ajudar a cozinhar, lavar, passar, etc...
Deve estar disponivel para ouvir, acariciar,compreender e amar.
A mulher por sua vez deve dedicar cada minuto a fazer o seu companheiro feliz, seja através de uma comida gostosa ou de uma queca fenomenal.
Para nós o Amor é isto mesmo viver um para o outro e em função um do outro.
Muitas surpresas se podem fazer e muitas noites e dias de sexo se podem proporcionar mas se não houver Amor nada somos.

Bons eclipses,
Lua e Sol

SP disse...

Felina eu participei no concurso de S:Valentim mas enganei-me e coloquei o post no link a seguir...com o teu tema :S.VALENTIM. o meu post está assinado SP, espero q o leias e o consideres tb....pensei voltar a escreve-lo mas n conseguiria por a mesma emoção.Nao coloquei o mail porq n sei se seria uma das felizes contempladas caso o seja depois envio-te ok?
Xis Ardentes.........SP

João disse...

eis a minha ideia....

aluguem material necessario para um passeio num balão de ar quente (isto s a parceira nao tiver medo das alturas), convem tambem terem experiencia em comandar esse grande veiculo caso contrario vão ter um pendura indesejado na viagem.

Kuando o balao tiver numa altura razoavel, nao muito alto para nao provocar desconforto e o medo miudinho, desviem a atençao para a parceira e ali, no meio do ar, no meio do nada, façam o amor mais estonteante da vossa vida!

É claro que isto nao passou de uma ideia. Mas passei uma grande noite com o meu amor na mesma.

Ela veio jantar a minha casa, preparei lhe lasanha, o seu prato favorito, com muito picante na carne para puchar pela pinga, depois do jantar e do filme Closer ter acabado, fomos para o meu quarto que tem uma decoraçao a rigor (uma parede pintada d vermelho sensual e as outras com um creme que nao sei o nome) =P
Ao som dos meus discos Erotic Lounge e com 3 velas de cheiro a baunilha, que eu sei que ela gosta. E foi nestes preparos que passamos o resto da noite a explorar o que mais gostamos um no outro!!

beijos Felina

misspuma disse...

Nos já a um tempos que costumávamos ter e-amigos com quem falávamos em chat e noutros programas, mas sempre à distancia sem qualquer outro contacto entre nos e eles. Conhecíamos os nossos nicks e conversávamos na net , nós e mais os nossos e-amigos.
Estava a chegar o dia de S. Valentim e combinamos pelo Messenger um encontro, mas com algumas regras:

1.devíamos fazer de conta que não nos conhecíamos
2. usávamos os nossos nicks
3. sairíamos separados de nossa casa
4. devíamos assumir a personagem do nosso nick

Assim foi, combinamos o sítio e depois de deixar a nossa filhota em casa dos avós (abençoados) fomo-nos arranjar para sair.

Vesti um vestidinho bem curto e decotado preto um pouco transparente, meias de liga pretas, botas pretas verniz e mais nada. Perfumei-me e sai.

Cheguei ao bar, ele já lá estava. Sentei-me noutra mesa e com msg do tlm fomos conversando. Claro esta que eu sentei-me para que ele conseguisse ver as minhas pernas, as meias de liga. Ia cruzando e descruzando as pernas, passeava as mãos pelas pernas, deixei cair 2 ou 3 vezes coisas ao chão para que pudesse ver o decote arrojado,

Nisto chamou o empregado, num minuto na minha mesa tenho uma bebida e a indicação do empregado que tinha vindo daquele senhor. Faço sinal de agradecimento e enquanto baixo os olhos para acender um cigarro, tenho-o atraz de mim sussurrando bem coladinho a minha orelha se podia sentar.

Conversamos animadamente como se fosse a 1º vez. A mão dele ia pousando ora no meu joelho, ora no meu ombro, puxava um caracol que teimava em cair no meu decote e eu com as pernas cruzadas ia pondo o pé cada vez mais próximo do volume das calças dele.

A tesão crescia, decidimos ir embora, no elevador beijamo-nos e dedicamo-nos a umas tímidas carícias, e um arrepio percorreu todo o meu corpo, hummm!

Levou-me ao carro, segue-me disse.

Menina obediente e sem perguntas assim fiz.

Pelo caminho telefonou-me: deixa o teu carro ai e vem para meu.

Mas uma vez obedeci, quando entrei no carro dele, beijamo-nos loucos de prazer e as suas mãos foram parar nas minhas mamas e na minha ratinha completamente molhada. Arrancamos e em 5 minutos estávamos no motel.

Entramos.

As nossas mãos pareciam estar sem controlo, as roupas voavam pelo quarto, as nossas bocas beijavam-se ardentemente a as mãos iam percorrendo os nossos corpos.

Quando demos por nos estávamos no duche, ele deu-me banho, saboreando cada bocadinho da minha pele como se nunca a tivesse sentido. Beijou-me as mamas como de fome se tratasse e à ratinha um tratamento VIP, lambeu-a como se o amanha não existisse, lenta e profundamente, eu esplendorosamente vim-me na sua boca, num orgasmo extasiante profundo e loooongo, quando finalmente consegui recuperar virei-me de costas e de pé, ele penetro-me fundo e vigorosamente segurando na minha anca (como eu gosto …) e ia mexendo no clis e instantaneamente tive outro orgasmo.
Sem forças ajoelhei-me a sua frente e fui saboreando cada pedacinho(ão) daquele pau duro que eu adoro… lambi-o com toda atenção que ele merece, apalpei-lhe as nádegas perfeitas e passando a mão bem no seu meio, até lhe a palpar os testículos duros e sentir a palpitar na minha boca e bem sentir o seu leite a invadir-me a boca que fui deixando cair nas minhas mamas.

Sentamo-nos debaixo daquela água que ia percorrendo os nossos corpos ainda não refeitos, satisfeitos, mas temporariamente, enquanto dizíamos que nos amamos.

Caímos na cama, bebendo champanhe, fomo-nos explorando calmamente, bebi mais um pouco e ainda com algum liquido na boca dediquei-me a ele, claro que o álcool fez com ele explodisse cheio de tesão, já te vou acalmar, disse-lhe, e a rastejei demoradamente ao longo do seu corpo, beijando, trincando, lambendo, sentindo cada vez mais próximo o cheiro do seu falo “em ponto de bala”.

Sentei-me e cavalguei-o como só eu sei fazer (palavras dele) até nos vir-mos em perfeita sintonia e quais guerreiros após uma luta de sexo e amor, adormecemos certamente FELIZES.