???

sábado, fevereiro 10, 2007

Como se começa um sábado...



Eram sete da manhã quando as crianças acordaram. Fintei-lhes o sono e voltei a adormecê-los com um biberão de leite com (muito) Nestum. Voltei para o nosso ninho e, no calor da nossa cama aconcheguei-me ao Felino que dormia ainda profundamente. Adormeci também. Duas horas depois, com o sono composto, senti as crianças a falar no quarto deles. Fui ter com eles, refresquei-os, vesti-os e dei-lhes um bom pequeno-almoço, encaminhando-se de seguida para o quarto fazer desenhos e brincar com os presentes recebidos no seu 5º aniversário. Lá ficaram entretidos e voltei para a cama.
Beijei o Felino enquanto me deitava, que mal reagiu, tão ensonado se encontrava.
O cheiro dele estimulou-me e comecei a beijar-lhe a pele das costas, enquanto lhe ia espremendo pequeninos pontos negros e borbulhitas, acompanhando com massagens que sei que ele tanto aprecia. Acomodou-se na cama, permitindo-me alcançar cada parte do seu corpo e eu comecei a exploração. Intercalando com beijinhos, massagens e lambidelas, percorri-lhe as costas, os braços e as pernas, sem me centrar em pontos específicos.
Voltou-se de barriga para cima e, aí, concentrei as minhas atenções na barriga, que se arrepiou com o ar que entrava por debaixo do lençol. Aqueci-lhe a pele com a minha boca, beijando-o calorosamente. Subi para o beijar na boca, num beijo envolto em tesão da minha parte, revelando-me a sua receptividade para o que se seguiria.
As crianças continuavam sossegadas e assim permaneceram, o que nos permitiu avançar para mais intimidade. Mergulhei nos lençóis e, enquanto lhe massajava as pernas, a minha boca ia suspirando e beijando a barriga e virilhas, na zona circundante dos boxers que ainda tinha vestidos. Despi-os com a boca, auxiliando-me na tarefa, com as mãos, quando estes já chegavam aos joelhos. Não me centrei no pénis dele, logo de seguida. Enquanto lhe lambia o umbigo, a barriga e as ancas, vi-o ficar cada vez mais duro. Nem assim lhe dediquei a atenção que me pedia, com contracções penianas que o deixaram ainda mais duro. Levei um certo tempo naquela tortura, até que enfim o envolvi nos meus lábios e, suavemente, o engoli, milímetro a milímetro, até me encher a boca. Fodi-o assim, engolindo-o pouco a pouco, sentindo-o todo dentro de mim, até à garganta, num vaivém compassado e delicioso. Estava a adorar vê-lo e senti-lo pulsar contra a minha língua que o acariciava em círculos, tocando-lhe a glande e todo o comprimento, enquanto entrava e saía da minha cavidade oral. Chupei-o com prazer… Com taaaaanto prazer!!! O melhor de tudo era sentir o prazer dele, prestes a explodir-me na garganta. Não o deixei.
Com um gesto rápido encaixei as minhas ancas por cima das dele, fazendo-o entrar em mim com estocadas certeiras, até me preencher toda e me fazer urrar de satisfação. As mãos dele imediatamente me envolveram as nádegas, agarrando-me firmemente, para me ajudar nos movimentos oscilantes com os quais o seu maravilhoso pau se afundava em mim, na humidade da minha ratinha molhada, numa dança enlouquecedora. Rodopiei sobre o pénis dele, enquanto subia e descia… Fazia-o quase sair de dentro de mim, para o fazer penetrar-me totalmente, logo de seguida, sem ele o prever, e continuei neste jogo até ele quase se vir. Eu é que não consegui conter o orgasmo que me consumia as entranhas. Um forte calor apoderou-se do meu corpo, fiquei com o corpo descontrolado e a explosão veio repentinamente. Ele agarrou-me as mamas que baloiçavam à frente dos seus olhos e sorriu-me ao ver o meu ar perdido e encontrado, escorrendo suor e muito vermelha (imagino eu, de acordo com o calor que sentia).
Ainda o cavalguei mais um pouco, até o meu orgasmo se esgotar e uma nova onda de prazer crescer nos nossos corpos unidos.
Quando o frenesim dos nossos corpos aumentou ainda mais a excitação que nos consumia, viramo-nos de lado, numa posição deliciosa, em que as nossas pernas ficam entrelaçadas e nós unimos as nossas bocas num beijo avassalador. Costumamos fazer amor assim muitas vezes, a união é total e somos verdadeiramente um só, unidos corporal e espiritualmente, tal é a sintonia dos gestos que acompanha a penetração vigorosa do seu sexo no meu. É fantástica esta fusão.
As mãos dele alcançaram os meus seios, apertando-me ligeiramente os mamilos, entre o indicador e o polegar, enquanto as nossas ancas baloiçaram compassadamente numa troca de fluidos, sensações e estímulos que nos levaram aos céus. Senti a respiração dele tornar-se mais ofegante, sincronizada com a minha, e sôfrega e louca de prazer vi como a expressão do seu rosto lhe denunciava o orgasmo prestes a rebentar.
Veio-se abundantemente dentro de mim, com força, muito quente, escorrendo-me imediatamente pelas coxas, enquanto continuava a penetrar-me até a satisfação ser plena. Aquela explosão dele excitou-me mais ainda, a face corada, o peito transpirado contra as minhas costas, o cheiro de sexo intenso. Aquele sem-fim de emoções provocam-me um orgasmo final, imprevisto, que me descontrolou os sentidos por instantes e nos surpreendeu a ambos, pela imprevisibilidade… Senti a alma sair-me do corpo, ficando sem reacção e desejando eternizar aquele instante.
- “Amo-te”, disse-me ele, olhando-me tão próximo. E beijou-me a face, permanecendo com os sexos unidos, a escorrer.
Um minuto depois ouvimos passos nas escadas. Eram os nossos pimpolhos.
- “Mesmo a tempo” dissemos ambos… Um último beijo e fui tomar uma chuveirada para limpar a pele e revigorar o corpo. O Felino ainda ficou deitado. Eu fui tratar dos pequenos.
Agora, enquanto escrevo isto, tenho-o detrás de mim a massajar-me os ombros e a dar-me beijinhos no pescoço.
Amo-o e ele sabe-o!!!


23 comentários:

gui-tattoo disse...

Fantástico...espreita tambem a sua esposa...lol em: http://gui-tattoo.blogspot.com/2006/06/merecido-descanso.html
adorei a tua prestação na prova oral...e já agora espreita também: http://gui-tattoo.blogspot.com/2006/06/prova-oral.html Parabens pelo Blogg e até sempre...ass: gui-tattoo.blogspot.com

Anónimo disse...

Gostei mesmo.! Esta Felina é "danada prá brincadeira".
Que assim continue...
Só tenho mesmo é inveja....

Um abraço
Vyola

Anónimo disse...

Ai que vontade.....quem me acode a mim aqui sozinha a trabalharrrrr

Anónimo disse...

Interessante esta foto que está a ilustrar o dia d'hoje.Não acham? Será a do desinibido do nosso casal?

Vyola

Esteril disse...

Transcreves muito bem e ao pormenor momentos de grande sensualidade. Parabéns e continua a excitar-nos desta forma...

Anónimo disse...

Não é fácil descrever momentos de tanta sensualidade, mas tu consegues. Adoro ler os teus posts.
Continua.....

lua disse...

Visitem
luafeiticeira.blogspot.com
jocas

Hidden Wild Spirit disse...

Desde que te ouvi na prova oral que tenho o teu blog nos meus favoritos. Seguindo as tuas pisadas, estou a começar a libertar-me e tb eu experimento agora esta vertente no ciberespaço. Esta tua descrição só me deixa, como alguém já disse, com alguma inveja, mas cabe-me a mim procurar a minha felicidade. Estou em www.aminhaidentidadesecreta.blogspot.com
Fico à espera de novos desenvolvimentos no teu blog.

joao ferreira disse...

uma sugestão: tenha algum cuidado com as fotos que ilustram os textos. A blogger poderá pensar em banir-lhe o espaço.

cumprimentos, jf.

Gerentes disse...

Deixámos de ter acesso ao nosso blog FantasiasA4 porque a nossa conta do gmail foi desactivada. Temos um novo endereço e pedíamos que actualizasses o link que aqui tens. Obrigado. A nova morada é http://faquatro.blogspot.com

costa disse...

Na realidade tive curiosidade de espreitar este blog assim que ouvi a prova oral e pelo que comecei a ler e respeitante ao dia de Sabado,confirma que este blog desperta a "tenção" de muita gente e concerteza serei mais um frequentador activo.
Bem haja e até breve

Francisco del Mundo disse...

Ja não vinha aqui ha uns tempos mas é tao bom voltar...:D A foto faz imaginar ainda melhor o que as palavras descrever... Sortudo do felino...:D
Bacione

Simplesmente louco disse...

Tantos blogues que gostava de ver e ler, outros tantos em que passo e nem sequer os chego a ver.

No entanto existem outros, que não nos cansamos de os ler, porque em cada palavra saboreia-se a nostalgia tranquilizadora de cada mensagem que nos enriquece o saber sem nunca chegarmos a agradecer...

O tempo é sempre o grande culpado destas contrariedades, mas por vezes a preguiça também ajuda.

As desculpas só serão válidas quando verdadeiras.
Um beijo

AnaTeresa disse...

Cá pra mim deve ter patrocínio do Nestum lol....

Anónimo disse...

Fazer amor demanhã é fantástico e tu descreveste na perfeição!!!!!

sleeping angel disse...

bem vocês são mesmo umas verdadeiras feras sempre ao maior estilo e na máxima força bem continuem sempre cheios de tusa

Jorge Bastos disse...

Gostei muito do blog...

A escrita é super acessivel e transmitem de forma expectacular as sensações e emoções que experienciam...

Continuem ;)

Anónimo disse...

Continuo a adorar o teu blog e a tua escrita aberta, pura e sensual.

O trabalho não me permite escrever mts comentários mas fica com a certeza que estou sempre atento ao teu blog.

Estive para comprar o teu livro este fim-de-semana mas como estive em trabalho não tive oportunidade, mas vou comprar.

Obrigado por gostares de mim, o sentimento é reciproco, eu adoro-vos bué, quem tem orgulho em vós sou eu.

Do Dragão que Ama a Dragona e vos Adora a vós grandes malucos como nós.

PS: Tb estou ansioso pelo tua opinião.

leonor disse...

Texto lindo, muito sensual, poético. Tem tudo o que é bom, muito agradavel de ler! Parabens Felina and go on!

katarina disse...

Hummm quem me dera começar um sábado assim em vez de ir trabalhar... :/

Enfim..

Beijo Felina *

kat

Anónimo disse...

Continuo adorar o teu blog e tu bem sabes disse, e graças ao Dragão que foi ele que me deu o nome do teu blog.

Começar assim a manhã é simplesmente delicioso nada de melhor do que uma sessão de intenso amor e prazer.. Os textos são formidáveis com muito amor e sensualidade.
Eu tb tenho muito orgulho vós..

Beijos com muito Fogo como o Dragão gosta...

DRAGONA

calipso disse...

óh menina, que tattoo é aquela?
o link da foto diz felina tatuada... pode ser só coincidencia... e até podes nem ser tu...

Já fizeste a tattoo?

jokas!

Anónimo disse...

"num beijo envolto de tesão da minha parte"
?
Descobri hoje que as mulheres não podem sentir tesão porque:

"tesão: rijeza, tesura (fig) força, impetuosidade, preserverança (do latim tensiõne "acto se esticar")"
in Dicionário da língua portuguesa da porto.editora

=P=P=P=P=P
Beijo

VonTrapp