???

terça-feira, agosto 22, 2006

A propósito de Sex-Shops e dos produtos que elas vendem, creio existir uma grande rejeição por parte da comunidade masculina. Acabo de o constatar através de alguns comentários, mas também devido a um programa de televisão a que assisti esta noite, em que se falava abertamente de acessórios sexuais, tais como vibradores, dildos, algemas, lingerie comestível, preservativos coloridos e de sabores, bolas chinesas, plugins e um sem fim de coisas boas que se vendem nesse tipo de lojas. Pois bem, o tal programa permitia que os telespectadores ligassem para lá a manifestar a sua opinião sobre o assunto. Ligaram várias pessoas da ambos os sexos e eu tirei uma conclusão surpreendente: os homens têm medo que as mulheres gostem mais dos seus dildos e vibradores do que deles, por isso não as acompanham a sex-shops. Acham que é tudo muito bom “ao natural”, que são os maiores na cama e estão convencidos que elas também não gostam desse tipo de coisas e estão muito bem satisfeitas com a performance deles! Inclusive acreditam que as suas parceiras nem pensam nesse tipo de artigos.

Sabem qual é a minha opinião? Tretas!!! Ninguém pode ser tão definitivo assim. Eu até arriscaria a dizer que 90% das companheiras dos machões que para lá ligaram, seriam as primeiras a entrar numa loja deste tipo e DELICIAR-SE-IAM com as maravilhas dos tais acessórios que encontrariam à sua disposição... Se é que algumas delas não os têm já secretamente.

Falando por mim, eu tenho alguns artigos de sex-shops, conforme sabem, embora raramente os utilize. Tenho 2 dildos, 2 vibradores, bolas chinesas, anéis, lubrificantes, algemas, filmes porno, lingerie fantástica só para ocasiões especiais, uma écharpe de plumas, uma venda para os olhos, uns “corninhos” de diabinha, uma máscara de felina (!) e, inclusive, surpresa das surpresas, uma ratinha em látex que comprei por brincadeira para oferecer ao Felino, mas que ainda não entrou nas nossas brincadeiras. No entanto, estes brinquedinhos estão lá na Nossa gavetinha *, sempre à nossa disposição. Sei que se quiser fazer algo diferente, se decidir viver uma brincadeira a solo ou a dois, tenho alternativas. E o Felino não tem qualquer problema com isso e sabe que nenhum daqueles objectos representa uma ameaça à sua masculinidade.

Sabem porquê?

Porque ele sabe o que vale e o que faz.

E faz valer isso!

Para além do mais, mesmo que algum destes objectos se tornasse viciante, no máximo tornar-se-ia mais um complemento ao meu maior vício, que é Ele, o meu Homem.

* Por falar na Nossa gavetinha, aconteceu uma coisa muito engraçada (mas que não tem Graça nenhuma...) ontem.

Uma vez por semana, uma senhora brasileira vai lá a nossa casa fazer uma limpeza mais profunda, passar roupas de casa a ferro e afins, limpar vidros, etc...

Ontem ao final da tarde fui à minha esteticista, também brasileira que, por acaso, é amiga da minha mulher-a-dias.

Pois bem, não é que a determinado momento a minha esteticista se vira para mim e me diz, envergonhada (ler com sotaque brasileiro):

- “Sabe, eu vou lhe contar uma coisa que a G. (a amiga dela, minha empregada) me contou, mas você não vai falar nada p’ra ela não, tá bem?”

É claro que eu disse que não e, aí, ela continuou:

- “Sabe, é que a G. me disse que você, em sua casa, tem muitas coisas pornô e tem até buceta numa gaveta do seu quarto!”

Claro que fiquei atónita. Incrédula até. Eu sempre imaginei que a G. pudesse ter visto alguma coisa, mas, tal como comentei com o Felino logo que cheguei a casa, a empregada para ter visto aquilo, teve, obrigatoriamente, que vasculhar a tal gaveta. Em relação à esteticista, bem, sem adiantar nada mais, desviei a conversa, com algum custo, mas não desenrolei muito. Agora, quanto à G., estou num impasse complicado. Eu já vinha perdendo a confiança nela, mas isto foi a gota de água.

Como vêem, é o preço de se ter uma mente tão aberta e de não fechar bem a gaveta que devia ser secreta....

No entanto, apesar da caricatura da situação, dou por mim a sorrir, ao imaginar a cara da G. a pegar naquelas coisas todas... Bem... não me posso esquecer de desinfectar tudo, da próxima vez que quiser utilizar... é que nunca se sabe!!!

Oups...

20 comentários:

"folhas soltas..." disse...

antes de mais, eu concordo plenamente contigo...os homens temmedo de sex shops, tem medo tem instrumentos sexuais, tem medo ate do proprio intrumento sexual. nao se sentem confortaveis nem intimmos o suficiente com o sexo e com a parceira para aceitarem determinadas coisas...eu tenho um pequeno armariosinho com tudo o que tem a ver com essa arte, o sexo...desde oleo de massagem, a um dildo, uma caixinha de madeira com preservativos, um vibrador, e mais coisa...velas, um chicote...uma parafernalia de coisas...eu nao exito em utilizar tais coisas com as minhas parceiras, pq acho que o sexo nao se restringe somente, ao sexo naturalmente como ele é...e acho que os homens tem de parar de ser parvos e primitivos e capacitarem-se que tamos muito avancandos e temos de acompanhar o desnevolvimento a todos os niveis...quanto a isso da mulher a dias...eu falava com ela...privacidade eh mto bom...

gosto mto do teu blog. beijos.

UrSinho disse...

Amiga Felina, lá em casa também abundam os brinquedos e de certeza que a empregada também já se divertiu a descobri-los (espero q nunca os tenha usado!)... Se já os propagandeou pela vizinhaça, não sei, pelo menos não nos chegou aos ouvidos! Quanto ao facto de haver homens que preferem não usá-los ou têm ciumes deles, só posso dizer que são parvos! Eu adoro brinquedos, adoro envolvê-los nas nossas brincadeiras, são uma forma de quebrar a rotina e nunca pensei em ser trocado por um vibrador... LOL. Beijinhos dos Ursinhos

marco disse...

mtos dos machos que são contra os brinquedos e que dizem que jamais os iriam usar acabam por ter fantasias sexuais com eles e vivem com medo que isso os torne menos homens
esses coitados, que ainda não perderam a virgindade mental e por isso vivem uma fachada de puro macho latino que só come e não é comido, são por vezes atormentados por desejos proibidos de pular a cerca dos ditos machos e ver como é no outro lado, só que fica por ai, so no desejo e bem afogado lá no fundo da mente meio atrofiada
homens crescidos, de barba rija, machos, enfim...
prefiro ser criança e brincar mto explorando tudo o que uma relação sexual possa dar, e até hoje não deixei de ser mais ou menos homem por isso, antes pelo contrario, um cerebro com imaginação é o melhor membro sexual que podemos exercitar.
quanto á gaveta, seria melhor que tivesse chave, pois por mto abertos que possamos ser tem sempre alguem que não merece grande confiança nos seu actos

Anónimo disse...

Será que há hipoteses de me fazeres um bom broche ou fazermos uma festa a quatro?

Cookie disse...

Ja ha algum tempo que me tinha apercebido dessa aversao de parte dos homens aos brinquedos sexuais. Comentarios do tipo " se ela precisa daquilo é porque ele nao a satisfaz" sao comuns. Ora, isso nao podia ser mais ridiculo. E um bom amante, o verdadeiro macho, aquele que nao se precisa de provar aos outros, sabe isso muito bem.

Luis Duverge disse...

Cada um deve procurar a felicidade que achar por bem. Desde que isso não interfira com o bem estar dos outros ...o resto é hipócriisa e inveja tipo ...quem desdenha quer comprar.
ainda bem que te realizas assim.
beijo.

Anónimo disse...

Infelizmente há mtos homens que assim pensam...para infelicidade de qualquer mulher que se preze a ter prazer....
Lá em casa ele também pensava assim ate que apareceu uma revista de uma sex-shop, do Porto bastante conhecida e decidimos comprar um gel para prolongar a erecção dele....a partir daí tornámo-nos sócios da loja, e as fantasias começaram a surgir.....
É claro que o prazer entre nós melhorou....tanto para mim como para ele....

Agora esses "senhores" que axam uma aberração esses brinquedos...é pk n se preocupam em dar prazer á mulher.... e mais tarde ou mais cedo ela encontra alguém que se preocupa....e depois so resta dizer "Azar....foi azar....!!!"

Parabéns pelo blogue!!!!

Weby disse...

Uma vez mais terei que te dar razão...
Mas felizmente a mentalidade do homem está a abrir!!! Graças a Deus e ás mulheres!!!!

Esses brinquedos...confesso que nunca experimentei, no entanto a vontade (e curiosidade) de experimentar tem crescido....tanto para mim como para o meu companheiro....A ver vamos!!!

Relativamente á empregada....acho que a confiança perdeu-se, há que "partir pa outra" porque se ja contou isso o que encontrou....o que já terá contado?????
AH!E uma chave na gaveta...não fará mal...

Beijinhos e continua!!!!

Zell R. Legonon disse...

Eu sou mais que adepto de brinquedos. Trazem mais divertimento e mística. Eu costumo ir com a minha namorada a sex shops e ficamos os dois a passear plos infimos brinkedos. Ja tenhumas algemas, e enqt nao compramos mais coisas improvisamos :P

Sim aos brinkedos!!! ;P

Qt à empregada, primeiro confrontava-a, depois dava-lhe conselhos e sugestões e dps despedia-a

Anónimo disse...

FELINA...Será que há hipoteses de me fazeres um bom broche ou fazermos uma festa a quatro?

Heidi disse...

Oi Felinos!
Eu e o meu Rei já tínhamos tido uma conversa, mais ou menos com este teor e, infelizmente, chegámos à mesma conclusão que tu: homem que é homem, que não é agoista no seu prazer, não tem medo de brinquedos!
Graças a Deus o meu Rei é adepto e ainda me incentiva a usar tudo o que possa para intensificar o meu7nosso prazer!
Bjs

marisa disse...

Mais uma vez, arrebatador!
As mulheres, ah essa bela força da natureza, eu acho que os homens ficam intimidados até com uma femea em todo o seu esplendor, quando mais, quando essa mesma lhe diz que há um pequeno aparelho que lhe dá uns óptimos orgasmos, os homens têm sobretudo medo do nosso à vontade para com as coisas relacionadas com o sexo e o piacere.
A propósito, quando terei a honra de um comentário seu?
Baci...

RuiMoutinho disse...

Querida felina, obrigado pelos teus comentários no meu blog. só consegue amar muito quem amou demasiado, não achas felina? beijinho.

PS: Já agora, e a propósito deste teu último texto... Acreditas que conheci um palerma que tinha ciúmes do vibrador da sua menina? Mais um beijinho.

Joao disse...

A nossa gaveta está cheia, alguns deitados fora (pelo uso que tiveram) outros porque não valiam a pena. A entrada na loja é quase sempre a dois, ou a escolha num catalogo, também a dois. Agora uma coisa digo, não há fisico que se compare a um pacote de Duracell's. Cumplicidade? Amor? Aí não há pilhas que se metam.
A G. despede. Um outro "problema" são os filhos, curiosos qb. "Pai, as algemas são da policia?"

inconfidente disse...

Amiga, quanto à primeira parte do texto, concordo plenamente contigo, os gajos têm é medo!
O meu felizmente é como o teu e sabe o que vale, como tal tb temos uma colecção interessante de brinquedos.
quanto à tua empregada...faz como eu, eu comprei um mini cofre e fechei lá tudo...não só por causa da empregada que era uma cusca como dos putos!
Beijão

Calipso disse...

Não pude deixar de esboçar um largo sorriso de gozo enquanto lia esta caricata situação. Desculpa mas a imaginação disparou logo e só estava a imaginar uma mulher vestida de empregada, a pegar nos teus brinquedos e a fazer as coisas mais esquisitas para descobrir como se usaria aquilo.... mas isto é a minha mente preversa... Aos machões deixo outra gargalhada... palermas...

beijos!

pt disse...

É inacreditável a mentalidade de certos homens.. acham-se tão machos mas a verdade é q se sentem intimidados por um simples vibrador... Felizmente tenho um marido q adora brincar comigo e com os nossos "brinquedos"... aliás o primeiro vibrador q tive foi-me oferecido por ele.. Desde aí a nossa coleção tem aumentado e andamos sempre a procura de novidades...há q apimentar um casamento... Preocupo-me bastante em escondê-los , não com medo da empregada ( pq essa eu não tenho) mas com medo q as nossas crias os encontrem e a solução é mesmo fecha-los numa caixa com cadeado com codigo pq assim nem tenho problemas com a chave...
Numa situação dessa com uma empregada acho q me escondia num buraco bem fundo e não lhe dizia nada, mudava as coisas de sitio e cortava-lhe um pouco as asas...

Beijosssssss

pt

eu disse...

Não concordo particularmente com a ideia de que os homens rejeitam as sex shops e respectivos produtos.

Acredito que há duas linhas de pensamento distintas. Uma abrange homens de espírito fechado, frequentemente de alguma idade, que me recordam uma imagem que vi num filme com o Robert de Niro em que ele (um gangster) diz, relativamente à sugestão da sua mulher praticar sexo oral com ele: "Estás a brincar? Aquela é a boca que beija os meus filhos!". A outra linha de pensamento (onde me enquadro) aponta para homens que gostam das suas companheiras, que adoram receber e dar prazer! Além disso, recorrer a esses brinquedos pode proporcionar uma saborosa alteração às rotinas.

Resumindo, tenho a certeza que há muitos homens que se sentem bem com a sua sexualidade e adoram esse tipo de brincadeiras. Como dizes e muito bem, estes objectos não representam nem podem representar uma ameaça à masculinidade!

Boa sorte para vocês.

AnAni disse...

Quem conheceu os meus brinquedos achou-lhes graça e até pode tê-los experimentado... ;-)
Quanto à gaveta onde os tenho, claro que está fechada à chave; por todas as razões e mais alguma... Em dia em que seja usados ficam a secar na casa-de-banho depois de lavados, e são guardados na gaveta, logo a seguir, sendo a chave guardada em sítio que ninguém desconfia :-)
Beijos

Anónimo disse...

Eu compro os "bonecos" à minha mulher e adoro ve-la brincar com eles ou que me conte o que fez e como o fez, é preciso apimentar as relações e as sex-shops foram uma lufada de ar fresco para a saude mental e sexual dos casais.

Quanto à empregada, voces são culpados por terem a gaveta aberta, a curiosidade é propria do ser humano e ela não estava avisada para não abrir a gaveta. O erro maior foi contar à outra fulana, mas afinal de contas a outra tb contou o que lhe disseram, e nas costas dos outros vemos as nossas, portanto tem que despedir as duas...