???

terça-feira, março 14, 2006

Ai Amor, que eu estou em brasa...
Não sei o que se passa com as minhas hormonas que andam atrevidas e fazem com que a circulação sanguínea se concentre apenas numas certas e determinadas partes da minha anatomia... Tenho acordado todas as manhãs muito excitada, com os mamilos doridos e ansiosos por uma boca que os chupe com sofreguidão...
Ontem quando chegaste a casa depois de uma noite (mais uma) de trabalho, mal te apertaste contra mim, consegui ainda arrancar-te a pouca energia que te restava e fazer amor contigo. Não foi uma rapidinha, como era a minha intenção, mas foi uma foda linda de se ver e sentir, pois fizeste-me vir 3 vezes, duas delas quase encadeadas.... foi muito bom começar assim o dia... Para mim não há melhor pequeno almoço...
Hoje, o teu cansaço revelava-se mais ainda... mal te deitaste vi que já não te restava energia mesmo nenhuma. Contudo, abraçaste-te a mim, com carinho, enquanto eu te sentia adormecer profundamente numa questão de poucos minutos. Eu, excitada, nem sei porquê, só sei que ando assim, ainda deslizei a minha mão pelas tuas boxers adentro, mas, apesar de estares duro e firme, não reagiste... Mas, marota como sabes que sou, ainda insisti até constatar que o meu belo adormecido merecia dormir e não ser violado. Passei o meu dedinho maroto na ponta do teu pénis, recolhi uma gotinha que estava depositada na ponta e lambi... Tu, ensonado, voltaste-te de barriga para baixo, fazendo terminar assim a minha exploração...
Olhei para o relógio e, como ainda tinha 5 min., fiz-te uma leve massagem nas costas, no teu rabinho-bola-de-queijo-limiano lindo, nas pernas e levantei-me deixando-te a dormir como um anjo.
Mas, quando for almoçar logo, meu querido, vais reparar que hoje vesti saia. E não é só porque está calor. É porque eu estou com calor1 E preciso de ti, meu bombeiro... Por isso, Felino, quando me vires chegar ao pé de ti, prende-me os braços, beija-me com tesão, levanta-me a saia, afasta-me o string e penetra-me com força, que eu, meu Amor, estou com uma tesão que não aguento...

11 comentários:

JOCARES disse...

o que tu queres sei eu...

Felina disse...

Pois... se eu o disse...

Mas, emboa não tenha tido o que queria, ao almoço, tenho um belo "jantar" prometido... agora é que vão ser elas!!!

JOCARES disse...

o rapaz (felino) um dia ainda tem um esgotamento... isso é que é fome às refeições (almoço/jantar)

ZUKO disse...

Então um bom jantar para os dois.

O prato é "Felinous á lá carte" suponho...

Pecado Original disse...

obrigada pela tua visita no meu pecado... mas quem comete aqui pecados e originais és tu.

Arrepiante!

Até quando quiseres...

TROLHA1 disse...

Imagino que seja um jantar " sur la table" :)

Prato principal : Felina em Brasa (Pra ser comida devagarinho)

Bom jantar :)
Beijo

http://suinoecultura.blogs.sapo.pt disse...

Hoje resolvi fazer publicidade do meu blog em blogs alheios. Ainda por cima, nem sequer tenho a gentileza de comentar este post onde acabo de debitar o meu spam. No entanto, fica desde já prometido que volto para comentar este blog de que sou visita assídua mesmo que o seu autor nunca visite o meu blog. Não sou rancoroso, apenas um pouco parvo e não estúpido como dou a entender nesta primeira impressão comentada. Obrigado.

Joao disse...

rabo-bola-de-queijo-limiano é lindo! lol
Com casca vermelha e tudo ?
Abraços

Carlos disse...

O sexo é sagrado...
O sexo é sagrado,
como salgadas são as gotas de suor
que brotam dos meus poros
e encharcam as nossas peles.
A noite é o meu templo
onde me torno uma deusa enlouquecida
sentindo teus pelos sobre a minha pele.

Neste instante já não sou nada,
somente corpo,
boca,
pele,
pêlos,
línguas,
bocas.
E a vida brota da semente,
dos poucos segundos de êxtase.
Tuas mãos como um brinquedo
passeiam pelo meu corpo.
Não revelam segredos
desvendam apenas o pudor do mundo,
descobrem a febre dos animais.

Então nos tornamos um
ao mesmo tempo em que
a escuridão explode em festa.
A noite amanhece sem versos,
com a música do seu hálito ofegante.
O sol brota de dentro de mim.
Breves segundos.
Por alguns instantes dispo-me do sofrimento.
Eu fui feliz.

Calipso disse...

Isso é que é fogo mulher! Não admira que o rapaz ande de rastos!
Beijo

Anónimo disse...


Que coisas....