???

quarta-feira, fevereiro 22, 2006





Ontem à noite, depois de jantar, fui pôr a roupa a lavar na máquina.
Como aquela que tinha vestida também precisava de ir para lá, despi-me toda, coloquei a roupa na máquina, descalcei as botas pretas de salto agulha, tirei as meias também para lavar, voltei a calçar as botas e enrolei-me numa mantinha quentinha que uso habitualmente para me aconchegar no sofá a ver TV. Depois de programar a máquina, fui sentar-me ao lado do meu Felino, que se abraçou a mim, mas nem se apercebeu que eu, debaixo da mantinha, estava nua...
De repente, a mão dele desliza pela manta, pelo meu pescoço abaixo, em direcção à minha maminha esquerda... e encontrou-a ali, toda oferecida para ele... Olhou-me surpreso e eu levantei-me subitamente, abrindo a manta e mostrando-lhe a minha nudez, enquanto me ri, marota, provocando-o. Voltei a enrolar-me e a encostar-me a ele, enquanto víamos televisão (já nem me lembro o quê) e a mão dele continuava a brincar com as minhas mamocas, alternando entre elas. Entre apertos nos mamilos e apalpões completos... eu sentia-me muito excitada, mas deixei-me estar bem calminha a disfrutar do prazer de o sentir a tocar-me. Não lhe toquei, deixei que o momento se prolongasse...
De repente ele pergunta-me se me quero ir deitar... “Vamos!”- respondi eu.
Subimos para o nosso quarto e, enquanto me fui arranjar para me deitar, não tendo tirado as botas, por preguiça, encontrei-o na cama, todo coberto, mas tendo a possibilidade de antever o corpo dele, nu, debaixo do edredão... “Vai haver festa”- pensei para comigo...

Mal me aproximei da cama, ele destapou-se de imediato oferecendo-me um espectáculo maravilhoso do seu pénis duro, teso e louco, ali só para mim. O pau que eu tanto adoro chupar e lamber.... Atirei-me de imediato a ele, ajoelhada no chão e comecei a saboreá-lo, delicioso, enchendo-me a boca e lambuzando-me de tesão e prazer... Cobri-nos com a mantinha que antes me aquecia e ali ficamos os dois, naquele ambiente íntimo, partilhando os nossos corpos. Eu chupava-o, ele acariciava o meu rabo, as minha mamocas, as minhas costas...
Sentindo-me seduzida e desejada, subi para a cama e posicionei-me em cima dele, brincando para ele não me penetrar já de seguida. Brincamos um pouco, olhando-nos intensivamente nos olhos um do outro, e aí ele entrou em mim, devagarinho e com força, inundando-me de prazer.
Ficamos num sobe-desce delicioso, (agora vou-me deixar de falinhas mansas) com o caralho dele, duro, dentro de mim, fodendo-me com força e as mão dele a apertar-me as mamas e a boca dele a pedir um beijo, vários beijos e a minha língua sôfrega a passear na boca dele... Vim-me para ele, docemente, com paixão, sentido cada milímetro da minha rata a abarcá-lo... E desvaneci de prazer...
Com muitos beijinhos,o Felino pegou-me e voltou-me para si, por cima de mim, fazendo cuidado para as minhas botas não o magoarem e ali fiquei eu, toda aberta, com a rata louca a palpitar desejando que ele voltasse a foder-me, a fazer-me morrer de prazer, de me esfregar nele, de o envolver com as minhas pernas... de o sentir...
O maroto do Felino abusou de mim... fez-me gozar em várias posições e eu já não me lembrava de ter tantos orgasmos numa só noite, a minha coninha depilada, ali para ele, sensível ao seu toque e comigo excitada pela ousadia dele, pela iniciativa dele, a agarrar-me as pernas, levantadas, as botas no ar, ele a entrar e a sair de mim com movimentos certeiros, o meu clitóris ali arrebitado e desejoso para descarregar toda a minha tensão, foi divinal... só vos posso dizer que foi divinal.
Então com o Felino a olhar-me nos olhos, a lamber e mordiscar os meus mamilos, como sabe que eu gosto a tocar-me na ratinha e a excitar-me mais ainda, enquanto me penetrava com força, com desejo, eu explodi mais que uma vez. Creio que terei ficado roxa, com alguns dos meus orgasmos, tal o calor que sentia no corpo e na face. Os meus mamilos ficaram tesinhos, as mamas cheias, a ratinha mais escorregadia, e ele só me dizia: "és linda". Eu sentia-me nas nuvens, sentia-me planar, como se tivesse morrido e regressado à vida mais do que uma vez, consecutivamente. Ele aguentou-se firme, adivinhando de cada vez que um orgasmo se aproximava, lendo nas reacções do meu corpo e sussurrando-me: "Vem-te Amor... Vem-te mais uma vez, para mim..." As palavras dele, o carinho dele, faziam-me descontrair e, pouco depois, já a minha ratinha apertava o pau dele, que se veio, pouco depois, dentro de mim, ainda apanhando a fase final do meu último orgasmo, que foi arrasador, assim partilhado com ele, e o dele comigo!!!
Esta noite, meu Amor, fica também no registo das nossas melhores fodas! Que puta tesão que tu me dás, Felino! Amo-te mais e mais a cada dia e noite que passam!!!

8 comentários:

MINETE REAL disse...

Ora bem...aí temos a felina no seu explendor máximo. Humm que post elucidativo :)

Continuem assim.
Felino you are a lucky man :)))

Beijo e abraço

thor_brsp disse...

É muito bom e excitante ver o amor entre vcs fluir de forma tão quente e ardente.
A sua narrativa é muito viva e nos faz imaginar como foi sua transa da última noite.
Espero que vcs sempre continuem assim.

Um grande beijo, e obrigado pela visita.


Thor

ZUKO disse...

Eu por acaso acho que nem o Felino, nem a Felina são pessoas de sorte!

Porque a sorte presupoe sempre uma grande dose de acaso e aqui não há acaso.

Há trabalho!

O que aqui está é o (BOOOOOOOMBÁSTICO) resultado de muito "partir pedra". De muita comunicação, de muita intimidade criada, de muito "estar á vondade", de muito "Ter dois corpos".

As relações (estas e as outras) não acontecem, fazem-se.

(Agora... Que é uma tesão estar a "ver-vos" lá isso é! :-D )

Beijos e abraços

online disse...

Quem fode assim não é santo:)))
Gosto da tua forma de ser, de pôr o nome aos bois, sem modestias, sem vergonha, sem pragmatismos baratos!

Qlq homem gosta de uma puta na cama, esta é verdade, quem disser o contrário mente, a não ser que diga que quer duas:)))
Continuem, felinos:)

xkeltos disse...

fdsssssssss... so d ler, acho k preciso d um cigarro..... heheheheh

sortudos.... hhehehe bjos e abraços

Cicuta disse...

Bem...Que sorte (ou azar) eu não ter aqui ao lado um gato!!! Quer-se dizer gatos tenhos, mas dos de 4 patas!!!! Beijo doce.

Machine disse...

Isto só de ler levanta a 'moral'!
Tá mesmo no ponto! :)

Carlos disse...

Faz amor comigo...
Me tira desta solidão....
Vem me mostra teu sorriso,
Quero navegar neste mar de
emoção, prazer e sedução.

Quero sentir-me penetrando em ti...
Me revelando as mais lindas loucuras de amor.
Faz amor comigo...
Misturando-nos ao sabor da tentação.

Só tu conheces meu corpo...
E quando me tocas,
Meu corpo pede o teu,
Minha vida pede a tua...
Vem...Faz amor comigo."