???

terça-feira, novembro 15, 2005

O que entra, sai...

Eu e o meu Amor fartamo-nos de rir, sempre que eu digo :"O que entra, sai..."
Ora porquê?
A primeira vez que eu lhe disse isto, foi depois de uma noite em que nós ainda namorávamos há pouco tempo e eu dormi em casa dos pais dele, com ele, e, como tal, fizemos amor. No entanto, no dia seguinte, reparei que me tinha esquecido de levar cuequinhas para mudar e, como iamos directamente para o trabalho (na altura ainda trabalhavamos na mesma empresa), eu tive que ir sem cuequinhas...
Mais ou menos a meio da manhã, sinto "algo" a escorrer da minha ratinha, pudera! Fiquei toda molhadinha e deu-me uma vontade de rir enorme... Liguei para o nº interno dele, para a outra ponta da empresa e digo-lhe muito depressa :
- "Amor, sabes? Estou toda molhada.."
E ele:
- "Porquê"
- "Hummm... porque o que entra, sai... Acho que a prenda que me deste esta noite, está a vir cá para fora agora, de uma só vez."
Fartámo-nos de rir... Eu fui à casa de banho tentar secar-me um pouco e, quando fomos almoçar, mal nos olhámos, desatamos na gargalhada.
Hoje, passados 3 anos, neste momento, eu posso dizer da mesma forma: "O que entra, sai... Amor!"
Estou toda molhadinha!
Adoro este cheiro a ti! A combinação dos nossos fluidos!!!
Hummm... mal posso esperar por logo à noite!!!
Amo-te!

4 comentários:

Anónimo disse...

Posso ir aí lamber?

discreta99 disse...

Estás brincar comigo, não estás, ó palhaço/a?

Detesto comentários anónimos, para que conste. E só não apago o teu comentário, para que fique aqui registado, ok?

Mas, se não passar de uma piada (de mal gosto)desculpa lá a agressividade.

FZ disse...

>Detesto comentários anónimos

Mas isto tem uma solução facílima! E está no próprio dashboard do Blogger.

:>)

Possuído disse...

morri a rir com esta historia...ja tive experiência semelhante e é demais...apetece repetir, nem k seja pela presença constante e inebriante do cheiro a depravação..
abraço